Márcia Maia defende mais regulação na comercialização do cigarro

Com base em dados divulgados no Dia Nacional de Combate ao Fumo, a deputada Márcia Maia-PSB defendeu hoje, terça feira, dia 30, uma regulação na comercialização do cigarro, um produto que mata um em cada dois consumidores.

Segundo ela, o material divulgado pelo Instituto Nacional do Câncer, resultado de pesquisas do sistema Internacional de Vigilância do Tabagismo da Organização Mundial da Saúde, realizadas no Brasil de 2002 a 2009, registra que "há uma exposição excessiva das embalagens. Elas estão ao lado de balas, chocolates, um tipo de produto atrativo para crianças ainda menores. É preciso diminuir a exposição do cigarro. Ontem foi lançada a campanha Limite Tabaco, que pede mais restrições para a exibição do cigarro".

Márcia destacou que a pesquisa revela que a proporção de mulheres que começou a fumar antes dos 15 anos é superior a dos homens. O percentual delas atinge 21,9% e a dos homens 18%. "Em Natal a diferença é muito sutil com os homens registrando 26,5% e as mulheres com 25,1%".

A deputada disse ainda que as pesquisas mostram que não adianta apenas a escola abordar o assunto, pois isso não funciona se os adolescentes chegarem em casa e encontrarem os pais fumando e se em outros ambientes que freqüentam as pessoas fumam.
Compartilhe no Google Plus