Nova cônsul dos Estados Unidos no Brasil faz primeira visita oficial ao RN


Em sua primeira visita oficial a um governante brasileiro, a nova cônsul dos Estados Unidos no Brasil, Usha Pitts, acompanhada do vice-cônsul, Leonel Miranda, teve audiência com o vice-governador Robinson Faria nesta quarta-feira (15).

"Sei que o governo dos Estados Unidos já vem desenvolvendo alguns projetos no Rio Grande do Norte principalmente nos campos da educação e novas tecnologias para energia, e pretendo dar continuidade a essas ações", disse Usha Pitts.
De acordo com Usha, entre as metas do consulado estão uma maior celeridade no processo de liberação de vistos para brasileiros e a sinalização de uma visita do embaixador do país ao estado. "Gosto muito da região Nordeste do Brasil, aqui percebo grande potencial econômico, além de ser uma alternativa ao Sudeste que já conta com grande número de investidores", disse a cônsul. 

O secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico, Benito Gama, falou sobre a presença de empresas americanas no fornecimento de equipamentos para a área de energia eólica e destacou as novas oportunidades que o estado oferece. "Estamos desenvolvendo nossa cadeia produtiva de petróleo gás, e com o recente leilão do Aeroporto de São Gonçalo e a ampliação prevista do porto de Natal teremos como oferecer muito mais caminhos para escoar nossa produção de minérios e frutas, por exemplo", disse Benito Gama.

Com a secretária de estado da Educação e Cultura, Betânia Ramalho, a Usha Pitts assegurou a continuidade do andamento do projeto voltado para estudantes e professores da rede pública estadual de ensino. "Começamos a dar encaminhamentos do projeto de capacitação de alunos e professores na língua inglesa ainda na última visita de Christopher Del Corso, ex-cônsul, a meta agora é seguir para que as atividades letivas do programa iniciem em 2012", afirmou Betânia.

"Além da preparação da nossa mão de obra para a língua inglesa, também temos que incrementar o turismo dos americanos no Rio Grande do Norte. A presença dos americanos ainda é tímida e uma maneira de incrementar pode ser uma maior oferta de vôos dos Estados Unidos para o Brasil no Nordeste", disse o vice-governador Robinson Faria.

Visando as preparações para a Copa do Mundo FIFA 2014, Demétrio Torres (Secopa), falou sobre a celeridade das obras para o evento. "Já estamos com prazo de conclusão para dezembro de 2013, sendo umas das cidades-sede com obras mais adiantadas", disse o secretário.

TEXTO: Mara Medeiros
FOTO: Ivanízio Ramos
Compartilhe no Google Plus