Nova fábrica supre carência de cimento na região

A falta de cimento no mercado, que era comum a partir do segundo semestre de cada ano, já não é mais problema para construtoras e empresas de material de construção. A carência do produto na região foi suprida com a implantação da Fábrica de Cimento MIZU, cuja produção foi iniciada no dia 26 de abril deste ano.
Com uma capacidade instalada de 95 mil toneladas por mês, a unidade industrial que atendia, em princípio, os estados da Paraíba e Ceará, além do Rio Grande do Norte, expandiu o seu mercado e hoje abastece também Pernambuco, Piauí e Maranhão.
Dessa forma, a lacuna existente no setor foi preenchida e a região encontra-se abastecida pelo material que tem tido boa aceitação, como confirma o engenheiro civil e diretor da fábrica, José Antero dos Santos.
HISTÓRICO - A MIZU faz parte do Grupo Polimix Concreto, que trabalha na produção de concreto pré-misturado. O início das atividades industriais do grupo se deu no ano de 1976 no estado do Espírito Santo.
Em 1978 tem início a fabricação de cimento com a construção da fábrica no Espírito Santo. Desde esse período, foram instaladas outras quatro unidades, sendo a mais recente delas a de Baraúna, situada no Sítio velame II, S/N – Estrada do Velame, Km 6, zona rural de Baraúna.
Compartilhe no Google Plus