Câmara discute preservação da biodiversidade em Natal

Audiência discute importância da conservação do Lagarto do Folhiço, espécie em extinção encontrada exclusivamente em terras potiguares.
                              A Câmara Municipal de Natal realiza nesta quarta-feira (26) uma audiência pública para debater "a importância do Lagarto do Folhiço para a conservação das áreas verdes de Natal". O debate foi proposto pelo vereador George Câmara (PCdoB) e ocorre a partir das 08h30min no Plenário Érico Hackradt. O encontro reunirá professores, especialistas e estudantes interessados em debater a temática da preservação da biodiversidade em Natal. A audiência objetiva discutir a conservação e eleição do lagarto do folhiço como símbolo da preservação das áreas verdes de Natal.
                              A espécie Coleodactylus natalensis, ou Lagarto do Folhiço é um animal endêmico, ou seja, só é encontrado no mundo inteiro, no Parque das Dunas em Natal-RN. O lagarto foi descrito em 1999 pela pesquisadora Eliza Maria Xavier Freire no Parque das Dunas de Natal recebendo o nome científico em homenagem à nossa cidade. Posteriormente foi registrado também em localidades florestais de Natal e de municípios vizinhos, a exemplo do Parque da Cidade Dom Nivaldo Monte e o Parque Estadual Mata da Pipa. É uma das menores espécies de lagarto do mundo, o menor da América do Sul, não ultrapassando 3 centímetros de comprimento total e é dependente da sombra do que resta da Mata Atlântica potiguar para sua sobrevivência. A espécie encontra-se em vias de extinção e o reduzido número encontrado no Parque das Dunas deve-se, principalmente, à proximidade com a área urbana e à ação predatória que ocorre cotidianamente.
                              De acordo com a Professora Eliza Maria Xavier Freire (PRODEMA /DDMA/UFRN) a audiência servirá para difundir a figura do Lagarto como símbolo da luta pela preservação ambiental da cidade. E desta maneira defender sua candidatura como espécie bandeira e guarda-chuva das áreas verdes de Natal. Para isto, ela diz contar com a grande capacidade de popularização da ciência, através de diversas ações como a produção literária realizada pelo colega e professor da UFRN, Marcos Medeiros. "Contamos, especialmente, com a sensibilidade e vontade política do vereador George Câmara, propositor da audiência. Para tornar possível nosso objetivo maior, a preservação dessa espécie de lagarto endêmica do nosso Estado. Há ainda em vista, uma defesa futura dessa espécie como símbolo de nossa cidade na Copa de 2014", colocou a Professora Eliza.
                              Segundo o biólogo e cordelista Marcos Medeiros (UFRN), a idéia da audiência é chamar a atenção da sociedade em geral, para a importância da preservação da biodiversidade local e do Parque das Dunas, único ambiente onde o Lagarto do Folhiço é hoje encontrado. Autor do livro e do cordel "O Lagarto do Folhiço", Marcos encontrou na literatura uma forma de levar o conhecimento científico sob a forma de poesia à população, divulgando seu trabalho para as diversas camadas da sociedade, em prol da consciência ambiental de preservação.
Compartilhe no Google Plus