Festival de Cinema de Natal é apresentado a artistas nacionais


A Prefeitura de Natal está apoiando a 21 edição do Festival de Cinema de Natal – FestNatal 2011, que acontece de 6 a 13 de dezembro próximo, na programação festiva do Natal em Natal 2011. Este ano os organizadores do evento pretendem atrair número expressivo de artistas e profissionais do segmento artístico nacional. Com este objetivo, a prefeita de Natal, Micarla de Sousa, reuniu, na noite desta segunda-feira, representantes a classe artística nacional, no Rio de Janeiro, onde foram apresentados detalhes do evento e reforçado o convite aos amantes do cinema e da arte a comparecerem à capital do Rio Grande do Norte no final deste ano.

Artistas de renome nacional como Eva Wilma, Milton Gonçalves, Ary Fontoura, Elizabeth Savala, Mauro Mendonça e Emiliano Queiroz, prestigiaram o evento realizado no tradicional restaurante La Fiorentina, no Leme, e confirmaram presença no Festival de Cinema de Natal 2011, em dezembro. O coordenador do FestNatal, jornalista Valério Andrade, a prefeita Micarla de Sousa e o vereador Júlio Protásio, apresentaram a versão 2011 do FestNatal, reforçaram o convite aos presentes e homenagearam, com a entrega de um diploma, a atriz Ruth de Souza, hoje com 90 anos, primeira atriz negra a subir no Teatro Municipal do Rio de Janeiro.

"Estamos aqui para reforçar apoio da Prefeitura a este evento que prestigia a cultura, a arte, e ao mesmo tempo possibilita que tenhamos a ilustre presença dos senhores em nossa cidade. Espero todos vocês em Natal, durante o mês de dezembro, quando realizamos o FestNatal e o nosso evento Natal em Natal", destacou a prefeita Micarla de Sousa, agradecendo a expressiva presença da classe artística nacional ao evento. O jornalista Valério Andrade, presidente do FestNatal, lembrou da sua luta para manter vivo, por 21 anos, o Festival. "Vamos continuar trabalhando para realizar a cada ano um evento melhor do que o do ano anterior", destacou.

HOMENAGEADA - Nascida no Rio de Janeiro em 1921, Ruth de Souza, que comemora o seu 90º aniversário este ano, foi à primeira estrela negra do cinema brasileiro. Sua carreira iniciada em 1948 com "Falta Alguém no Manicômio" alcançou o estrelato a partir de "Terra é Sempre Terra" (1950), quando contratada pela Vera Cruz mudou-se para São Paulo.  Com "Sinhá Moça", outra produção de primeira categoria da Vera Cruz, concorreu em condições de igualdade com atrizes internacionais no Festival de Veneza. Por esse filme, ganhou o prêmio Saci do jornal O Estado de S. Paulo. Anteriormente, com "Terra é Sempre Terra", havia sido eleita a melhor atriz coadjuvante pela Associação Brasileira dos Cronistas Cinematográficos (RJ).

Filha de família humilde, a ex-enfermeira Ruth de Souza iniciou a sua carreira artística no Teatro Experimental do Negro, fundado por Abdias Nascimento. Estreou no palco com "O Imperador Jones", do dramaturgo americano Eugene O´Neil, em 1945. Com o apoio do crítico teatral do Correio da Manhã, Pascoal Carlos Magno, obteve uma bolsa da Fundação Rockefeller para estudar teatro nos EUA. Desde 1960 passou a integrar o elenco fixo da Rede Globo, tendo participado, entre outras, nas novelas "A Cabana do Pai Tomás", "Os Ossos do Barão", "O Bem Amado". Ruth foi homenageada pelo Festival de Cinema de Natal com o Prêmio Tributo.
Compartilhe no Google Plus