Assassinato: Sessões da escola voltaram a funcionar


Segundo o TRE, 9 sessões da Escola municipal Celina Guimarães, em Mossoró, onde aconteceu o assassinato de um jovem de 20 anos, já voltaram a funcionar. Elas haviam sido paralisadas pela Polícia para fazer as averiguações legais e retirada do corpo.


Entenda o caso que teve repercussão nacional. 

O Caso ganhou repercussão nacional.

26.out.2014 - Um eleitor foi morto na manhã deste domingo (26) em uma escola pública de Mossoró (281 km de Natal) enquanto aguardava na fila para votação. Testemunhas informaram à polícia que o crime foi cometido por um homem, que chegou ao local, efetuou disparos com um revólver e fugiu em uma moto. Logo após o crime, homens do Exército chegaram ao local para dar segurançaA cidade de Mossoró mais uma vez ganhou destaque na mídia nacional. E Não foi por causa do Cidade Junina nem da cultura do local. A "capital do Oeste" protagonizou o que chamamos do reflexo da Violência. Um jovem de 20 anos foi morto em pleno colégio eleitoral, na fila de votação, quando ia exercer sua cidadania. 

O assassinato ocorreu na escola municipal Celina Guimarães, no bairro Barrocas. Ninguém foi preso como foi publicado pelo Diário Potiguar.

O crime ganhou repercussão dos principais veículos de comunicação do Brasil. 

Como é de conhecimento de todos, Mossoró está enfrentando há anos uma onda de violência fora do comum e a morte do jovem em pleno processo eleitoral só foi um reflexo vergonhoso da situação na cidade e que, dessa vez, já chama a atenção da mídia nacional
Compartilhe no Google Plus