Desemprego sobe para 6,2% em março, maior taxa desde maio de 2011

Imagem: Divulgação
A taxa de desemprego no país em março foi de 6,2%, o que representa aumento em relação ao mês anterior e ao mesmo mês no ano passado.
Esse número, de 6,2%, iguala o registrado em março de 2012, e é o maior desde maio de 2011 (que era 6,4%).
Em fevereiro, o desemprego tinha ficado em 5,9% e, em março de 2014, havia sido de 5%.
É o terceiro mês consecutivo em que o desemprego sobe. 
Os dados foram divulgados nesta terça-feira (28) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

PME avalia seis regiões do Brasil

A PME (Pesquisa Mensal de Emprego) é baseada nos dados das regiões metropolitanas de Recife, Belo Horizonte, São Paulo, Salvador, Rio de Janeiro e Porto Alegre. O IBGE não inclui no número de desempregados as pessoas que não têm trabalho, nem procuraram nos 30 dias anteriores à pesquisa.
Além da PME, o instituto também realiza a Pnad Contínua (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua), que leva em conta dados de 211.344 domicílios em cerca de 3.500 municípios. Por ser mais abrangente, essa pesquisa deve substituir a PME no futuro.
Em 2015, o IBGE passou a fazer divulgações mensais da Pnad Contínua.
(Com Reuters e Valor)
Compartilhe no Google Plus