Ações conjuntas na Cultura e na Ciência, Tecnologia e Inovação


Internet, conhecimentos tradicionais como ativo para desenvolvimento do País e concessão de bolsas na área da economia da cultura foram alguns dos temas tratados entre os ministros da Cultura, Juca Ferreira, e da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), Aldo Rebelo, na tarde desta quarta-feira (3/6), em Brasília. O objetivo do encontro, que também contou com a presença de secretários e dirigentes de ambos os ministérios, foi apresentar e estudar possíveis agendas em comum entre as duas pastas.

O ministro da Cultura destacou que ambas áreas tem "enorme afinidade e necessidade de cooperação". "Não há possibilidade de desenvolvimento cultural do País e disponibilização de acesso pleno se não for por meio de uma base tecnológica muito solida, não só pelo desenvolvimento de produtos e dos processos culturais, mas também para acesso e desenvolvimento da cultura", afirmou.

Juca enfatizou algumas pautas que podem ser desenvolvidas entre as pastas, como questões de regulação da internet e a importância de reconhecer conhecimentos que vão além do acadêmico. "É necessário incorporar conhecimentos tradicionais como ativo importante do desenvolvimento, que precisam ser disponibilizados para desenvolvimento e que os produtores desse conhecimento recebam retorno para que possam melhorar padrão de vida", contou. 

O ministro Aldo Rebelo salientou possível cooperação que envolve MCTI, via CNPq, com concessão de bolsas voltadas para inovação e competitividade em áreas da economia da cultura destinadas, por exemplo, a alunos que integrem o programa Ciência Sem Fronteiras. Outro ponto a ser desenvolvido pelos ministérios é cooperação na área de inclusão social e digital. 

Cecília Coelho
Assessoria de Comunicação
Ministério da Cultura
Compartilhe no Google Plus