Empresa recebe pagamento da prefeitura mas não conclui obra, segundo portal

Editor: Willen Moura (Jornalista)

56i356i

Quando eu questionei aqui sobre os altos investimentos com a decoração natalina dos últimos anos eu percebi um certo silêncio, apesar de saber, da direção, que a matéria enviada foi uma das mais lidas. Acontece que, assim como o programa Partiu e o Diário Potiguar outros veículos de comunicação e a própria população estão percebendo que, realmente, a decoração natalina está ficando cara a cada ano. Há vários anos existe a promessa de que no ano seguinte o investimento será menor, mas, infelizmente, isso não está acontecendo.

A última situação estranha relacionada a investimentos com decoração foi "denunciada" pelo próprio Diário Oficial e foi destaque no "Agorarn". 

Na verdade o contrato em questão, não foi exatamente para a decoração natalina, porém, atitudes como essa que será apresentada abaixo mostra como é o modo de operação da prefeitura quando se trata de investimentos e a não conclusão de obras por um tempo tão prologando e prorrogado acaba passando a imagem de um certo descaso. Deve-se lembrar que a empresa contratada para a construção das fontes luminosas é a mesma da decoração natalina   

Entenda o histórico da transação:

Maio/2014: Empresa contratada pela prefeitura recebeu quase 2,2 milhões para execução de serviços de engenharia e instalação de 4 fontes luminosas em vias principais do município. PRAZO: 120 dias - NÃO CUMPRIDO.

Outubro/2014: É publicado um termo aditivo no Diário Oficial do Município(DOM) aplicando reajuste de 23,61% do valor do contrato - A empresa então receberia mais 514 mil; Contrato é prorrogado por mais 90 dias. NÃO CUMPRIDO.

Janeiro/2015: Prefeitura prorroga o prazo por mais 180 dias. NÃO CUMPRIDO INTEGRALMENTE

Hoje: Está em andamento apenas uma dessas fontes, localizada nas proximidades do Viaduto de Ponta Negra. 

Ou seja. Os investimentos com a decoração natalina estão cada dia ficando mais caros e muitos estão sendo visivelmente envolvidos pela ilusão da árvore "mágica" de Mirassol. 

Cuidado. Atitudes como essa, realizada pela prefeitura, de ficar adiando as obras demonstram um certo descaso.

* Conforme previa o extrato do contrato publicado no Diário Oficial do Município (DOM) do dia 29 de maio do ano passado. 

Editado às 14h37 para correção de informação
Compartilhe no Google Plus