Diretor do Corinthians admite: "Não esperávamos tantas vendas"

Emerson Piovesan, Corinthians
Emerson Piovezan, diretor de finanças do Corinthians, disse ao blog que o clube fechou 2015 no vermelho - "entre R$ 40 milhões e R$ 50 milhões" - mas que nem por isso planejava se desfazer de tantos jogadores. Foram vendidos: Jadson, Ralf, Renato Augusto e Gil, todos para a China, e Vagner Love, para o Monaco, da França. O clube ainda teve proposta para negociar Cássio para o Besiktas, da Turquia, mas recusou.
O Corinthians planejava vender tantos jogadores?
Não estávamos esperando todas essas vendas. Seria normal que ocorresse, com os atletas que tínhamos, mas não nessa proporção.
O clube fez isso por que estava precisando de dinheiro?
Hoje os problemas (financeiros do clube) estão controlados, estão organizados. 
Como o Corinthians terminou 2015 financeiramente?

Ainda não fechamos o balanço, que provavelmente será fechado só no final de janeiro. Não tem condição de dizer. Mas fechará no vermelho, algo entre R$ 40 milhões a R$ 50 milhões negativos.

Vender jogadores era uma necessidade?
Isso acontece também porque o próprio atleta opta por ser negociado.
A economia com salários terá impacto nas finanças?
É significativa, sim. Mas temos que buscar atletas para compor o elenco e ainda não sabemos quanto isso vai custar. O departamento de futebol e a comissão técnica estão analisando e vão trabalhar em cima disso.

GLOBOESPORTE
Compartilhe no Google Plus