A posse de Lula incendeia Brasília e o país

Discurso Dilma Rousseff na posse do ex-presidente Lula para Ministro da Casa Civil  (Foto: Roberto Stuckert Filho/PR)
Foto: Roberto Stuckert Filho
O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva toma posse comoministro-chefe da Casa Civil em cerimônia no Salão Nobre do Palácio do Planalto nesta quinta-feira (17) de manhã. A solenidade ocorre em meio à turbulência provocada pela divulgação de escutas telefônicas com conversas entre Lula e a presidente Dilma Rousseff.
A cerimônia, prevista pras 10h, começou com mais de meia hora de atraso. Lula desembarcou pouco antes em Brasília. Há protestos na capital e também em São Paulo.
Lula assume a Casa Civil no lugar de Jaques Wagner, que será ministro-chefe do Gabinete Pessoal da Presidência da República e também tomará posse nesta quinta. O cargo de chefe de gabinete já existia, mas com o decreto foi criado status de ministério para o cargo.
Dilma também vai dar posse ao novo ministro da Justiça, Eugênio José Guilherme de Aragão, que assume o cargo em substituição aWellington César Lima e Silva, que pediu exoneração na última terça-feira. Aragão é subprocurador-geral da República desde 2004.
Nesta quarta-feira (16), manifestações contra Dilma, Lula e o PT ocorreram em vários estados do país. Em Brasília, eles se concentraram na Praça dos Três Poderes em frente ao Palácio do Planalto e depois em frente ao Congresso.
Acompanhe: 
11h32 - Durante a posse dos novos ministros, muita gente buzinou pelas ruas do Brasil. Em São Paulo, o vídeo abaixo mostra a manifestação na Avenida Brasil.
11h25 - Lula é cercado pelos presentes e saudado. Ele tira selfies.
11h18h - Termina o discurso da presidente Dilma. "Sejam bem-vindos, novos ministros. Seja bem-vindo, ex-presidente Lula", disse ao finalizar.
11h15 "Há um Brasil que luta contra a corrupção. Há um Brasil que respeita os direitos individuais. Esse Brasil está comprometido".
11h10 - Dilma exibe termo de posse sem assinatura dela para dizer que repudia versões de que documento seria salvo-conduto para Lula não ser preso. "Tem a assinatura do presidente Lula. Não tem a minha assinatura. Essa não é a posse. A posse seria dada aqui." 
"Estamos, sim, diante de um fato grave. Uma agressão não à minha pessoa, uma agressão à nossa cidadania e a nossa constituição."
11h05 - Dilma: "Seja bem-vindo, querido companheiro ministro Luíz Inácio. Ministro Lula! Conto com a sua competência. Conto com a identidade que ele tem com esse país."
11h - Em discurso, a presidente Dilma diz que seu governo terá mais condições de "recolocar o Brasil nos trilhos" com Lula a seu lado. "Sempre lutamos pelos brasileiros", diz Dilma, referindo-se ao ex-presidente.
10h45: Durante o discurso da presidente Dilma Rousseff na cerimônia de posse ocorrem panelaços e buzinaços em diversas cidades do país.
10h30 - Cerca de 400 pessoas protestam contra o PT em frente à Fiesp, na avenida Paulista, na manhã desta quinta-feira (17). A informação é da Polícia Militar. A avenida está interditada desde os protestos da noite anterior. Leia aqui.
10h - O vice-presidente Michel Temer não compareceu na posse dos novos ministros indicados pela presidente Dilma Rousseff. Temer está revoltado com a indicação do deputado federal Mauro Lopes (PMDB-MG) para a Secretaria de Aviação Civil. Isso porque, durante a convenção do PMDB no sábado (12), ficou decidido que os peemedebistas não aceitariam cargos no governo pelos próximos 30 dias. Leia na coluna EXPRESSO.
GLOBO
Compartilhe no Google Plus