Amigos e familiares se despedem de Umberto Magnani

Amigos e familiares de Umberto Magnani compareceram nesta quinta-feira (28) ao Teatro de Arena Eugênio Kusnet, em São Paulo, para se despedirem do ator. Magnani não resistiu a um AVC hemorrágico que sofreu na segunda, dia de seu aniversário, e morreu, aos 75 anos, na quarta-feira.

O velório, que estava marcado para começar às 8h, teve seu início atrasado em aproximadamente três horas, após a chegada do corpo, transportado do Rio de Janeiro à capital paulista, que foi recebido sob aplausos. Uma missa, celebrada pelo padre José Roberto, da Igreja da Consolação, foi realizada na cerimônia. O sacerdote lembrou legado do ator: "Nós como igreja católica ficamos felizes com o trabalho dele, não só por esse último, em 'Velho Chico', mas todo o trabalho dele, de alguém que ama". 

Irmão do ator, Gil Magnani disse que ele sempre procurava alegrar as pessoas ao seu redor. "Umberto era sempre alegre, estava sempre contando piada, apoiando, prestigiando. Ele aumentava um fato para fazer as pessoas rirem. No teatro, na TV, ele era o centro das atenções. Ele era bondoso, muito bondoso e acolhedor. Acolhia todo mundo. Ele sempre mantinha a família unida", afirmou. "Era sempre um carinho. Nunca vi tanta homenagem para uma pessoa na TV, não imaginava que ele era tudo isso", falou surpreso.

Em entrevista ao programa "Encontro com Fátima Bernardes", direto do velório, Leopoldo Pacheco disse que já conhecia Magnani no início de sua carreira: "É uma das pessoas mais humanas, dignas e amorosas que já conheci na minha vida". "Tenho certeza que todos estão prestando homenagem a ele porque é um homem muito especial para todo mundo. Ele nos deixou num momento que estava pleno, feliz e sem perceber", disse.

UOL
Compartilhe no Google Plus