CPI da Máfia do Futebol irá aos EUA para interrogar José Maria Marin

Imagem: Divulgação
Foi aprovado na última terça-feira, na Câmara dos Deputados, que a CPI da Máfia do Futebol fará viagem, com data ainda não escolhida, para os Estados Unidos, onde ouvirá depoimentos de José Maria Marin, ex-presidente da CBF que cumpre prisão domiciliar no país. O empresário José Hawilla, fundador da Traffic, também será interrogado.


A intenção é que, acusados de corrupção, Marin e Hawilla possam cooperar com as investigações em curso, compartilhando o que sabem das atividades ilícitas realizadas nos últimos anos.

“A tomada de depoimento dos senhores José Hawilla e José Maria Marin nos EUA é ponto primordial para melhor compreensão e alcance do objeto de investigação”, explicou o deputado Major Olimpo.

Foi aberta ainda a possibilidade de convidar o pai de Neymar, empresário do jogador, e do técnico Dunga, a fim de ouvir ambos sobre detalhes de contratos de atletas, direitos da mídia e demais eventos que tenham ligação com CBF

A ideia, no entanto, ainda não foi levada adiante, com a cautela de parte dos deputados que consideram uma interrogação ineficiente, já que tanto Neymar pai quanto Dunga poderiam se recusar a dar esclarecimentos, por serem funcionários da entidade, e não se posicionariam contra ela.

FOOTSTAT
Compartilhe no Google Plus