Material explosivo é encontrado em Alcaçuz

Um material explosivo foi encontrado dentro da Penitenciária Estadual de Alcaçuz, maior unidade prisional do Rio Grande do Norte, durante uma revista realizada nesta quinta-feira (16). De acordo com a Secretaria Estadual de Justiça e Cidadania (Sejuc) ao portal G1, emulsão encartuchada foi encontrada dentro do pavilhão 3 da unidade.
De acordo com a portaria do Ministério da Defesa que regula a venda de explosivos no Brasil, a emulsão encartuchada é um tipo de explosivo diferente da dinamite por não conter nitroglicerina. Segundo o secretário Wallber Virgolino, o produto encontrado dentro do presídio não estavam em condições de ser detonados.
“Para que o material fosse explodido seria necessário ter o cordel detonante, a espoleta e a escova. Do jeito que foi encontrado o material não podia ser detonado”, explicou o secretário.
Ainda segundo Virgolino, o produto entrou no presídio durante a tarde desta quarta-feira (15). “Agentes penitenciários viram o momento em que um saco com o produto foi arremessado por cima de um dos muros para dentro do pavilhão. Eles comunicaram a secretaria e nós fizemos essa intervenção pela manhã para recolher o material”, detalhou.
A revista, que começou ainda durante a manhã desta quinta deve continuar até o final da tarde, no entanto, até o momento, pelo menos 15 aparelhos celulares, cinco carregadores e duas facas de ferro usadas para escavar foram recolhidas no pavilhão 3.
“Alcaçuz é um presídio antigo e também um dos maiores do Brasil em termos de área, logo, precisa de cuidados especiais. Nós já notamos as falhas estruturais e estamos, dentro do limite dos Direitos Humanos, aumentando essa vigilância constante”, afirmou o secretário.
PORTAL 190 RN
Compartilhe no Google Plus