Consuni aprova título de professor emérito para Leão Pereira Pinto

O professor do Departamento de Odontologia da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), Leão Pereira Pinto, receberá o Título Honorífico de Professor Emérito da instituição. A proposta de resolução foi aprovada por unanimidade em sessão extraordinária do Conselho Universitário (Consuni) nesta sexta-feira, 16.

Leão Pereira Pinto contribuiu para a formação de aproximadamente dois mil cirurgiões-dentistas em quase meio século de atividades na UFRN, onde "tem sua vida profissional dedicada às ações acadêmicas e administrativas desde o seu ingresso como estudante do curso de Odontologia em 1958", citou o relator Ótom Anselmo de Oliveira, ao expor um breve histórico da contribuição do docente para a universidade.

Entre suas realizações está a organização do curso de Aperfeiçoamento em Patologia das Estruturas Orais e Para-Orais, que funcionou de 1971 a 1976 e serviu como alicerce para a criação do mestrado em Patologia Oral, em 1977, e posteriormente do doutorado na mesma área, em 1996.

Graduado em Odontologia pela UFRN (1962), com especialização em Odontologia pela Universidade Federal de Minas Gerais (1966) e doutorado em Patologia Oral pela UFRN (1977), Leão Pereira participou de 32 projetos de pesquisa, publicou 142 artigos e 212 resumos em anais e congressos, além de um livro e um capítulo de livro. Participou de comissões examinadoras de 51 dissertações de mestrado, 38 teses de doutorado, 21 qualificações de mestrado e 22 de doutorado.

 O docente ainda desempenhou funções administrativas na UFRN, entre elas a de pró-reitor de Extensão, vice-diretor do Centro de Ciências da Saúde (CCS), coordenador do curso de graduação em Odontologia e do Programa de Pós-Graduação em Patologia Oral. Mesmo após a aposentadoria compulsória, em 2007, continua atuando com destaque Departamento de Odontologia da UFRN. Atualmente, lidera a Base de Pesquisa em Patologia Oral da instituição.

"Todas essas realizações correspondem somente a um resumo dos feitos e contribuições do professor Leão Pereira Pinto para a UFRN, com reflexos que chegam a vários setores da sociedade em âmbito que, certamente, estende-se muito além das fronteiras do Estado", ressaltou Ótom Anselmo, que considerou merecida a concessão da honraria. O título de professor emérito é outorgado a professores da Universidade que se hajam distinguido por sua atuação na área de ensino, pesquisa ou extensão.
Compartilhe no Google Plus