Estudante é sepultada em meio a clamor por paz

A estudante de enfermagem e manicure Valéria Patrícia de Azevedo, de 20 anos, que foi encontrada morta na última quinta-feira (15), foi sepultada na manhã deste sábado (17) em Martins sob forte comoção de amigos e familiares. Centenas de pessoas compareceram ao sepultamento que aconteceu às 7h, no Cemitério de Lagoa Nova.


O crime

A estudante Valéria Patrícia de Azevedo, de 20 anos, desapareceu na tarde de domingo (11) após sair para limpar e organizar a nova casa em Mossoró, cidade do Oeste potiguar. Segundo a Polícia Militar, a motocicleta de Valéria foi encontrada no mesmo dia em uma estrada carroçável.

Francisco Railton de Azevedo, pai de Valéria, disse que a filha havia saído de moto da casa onde morava no bairro Planalto 13 de Maio. "Por volta das 12h, ela foi fazer uma faxina na nova casa que comprou junto ao marido no bairro Sumaré", relatou. Já por volta das 14h30, a motocicleta da Valéria foi encontrada em uma estrada carroçável no bairro Bom Jesus.

O corpo de valéria foi encontrado na manhã de quinta-feira (15), em uma estrada carroçável na BR-110, que liga Mossoró a Upanema. De acordo com a peria no local, Valéria teria sido morta por estrangulamento. Mas tal fato, foi descartado na noite de ontem (16), quando foi localizado um perfuração por arma de fogo, durante uma nova pericia na sede do Itep em Natal.

NA MIRA DA POLÍCIA

Veja também:

Compartilhe no Google Plus