Barbárie em Alcaçuz: Número de Mortos pode chegar a 100 veja os números confirmados

Resultado de imagem para alcaçuz PRESIDIO
Imagem: Divulgação
Logo que a situação em Alcaçuz se tornou incontrolável, o Governo do Estado iniciou uma série de medidas para barrar a ação dos criminosos que, ao que indica, por causa de uma disputa de facções assim como ocorreu em Manaus, tomaram o presídio e iniciaram uma série de ataques e assassinatos em série com violência e até decapitações. A cena é de um filme de terror, diz uma fonte ao Diário Potiguar. O Governo do Estado, por meio da sua assessoria confirmou a morte de ao menos 10 apenados, porém, tudo indica, de forma ainda extra-oficial que esse número é muito maior e pode chegar, inclusive, a cem mortos.

A polícia irá intervir assim que amanhecer e está cercando toda a área de Alcaçuz para que não haja fugas.

Veja, na íntegra,a nota do Governo do Estado:

Publicidade:



NOTA À IMPRENSA



A respeito da rebelião em curso no presídio de Alcaçuz, na região metropolitana de Natal-RN, o Governo do Rio Grande do Norte esclarece que:



1. A rebelião teve início por volta das 17h, partiu de uma briga entre presos dos pavilhões 4 e 5 e está restrita aos dois pavilhões. Estão sendo levantadas informações acerca do envolvimento de facções criminosas. A polícia está trabalhando no local para a contenção da rebelião.

2. Não há registro de fugas;
3. As informações quanto ao números de mortos e feridos estão em levantamento, com pelo menos 10 mortes confirmadas até o momento;
4. Desde o início da noite, o governador do Estado do Rio Grande do Norte, Robinson Faria, está no Gabinete de Gestão Integrada (GGI), com o secretário de Segurança Pública, Caio César Bezerra; o secretário de Justiça e Cidadania, Wallber Virgolino; o presidente do Tribunal de Justiça, Expedito Ferrreira; o procurador geral de Justiça do RN, Rinaldo Reis; o comandante da PM, André Azevedo; e representantes das polícias civil e federal, Polícia Rodoviária Federal, Corpo de Bombeiros e Força Nacional, no comando das medidas para a contenção e resolução do problema nas próximas horas;
5. O governador Robinson Faria entrou em contato com ministro da Justiça, Alexandre de Morais, para que o Governo Federal acompanhe a situação do Estado, e pediu reforço da Força Nacional no lado externo do presídio, o que foi autorizado prontamente;
6. Não há registro de nenhuma ação externa aos presídios. O problema está restrito a Alcaçuz e a população pode seguir com suas atividades dentro da normalidade.

Publicidade:



Compartilhe e Curta Diário Potiguar e tenha acesso à cobertura da rebelião em Alcaçuz
www.facebook.com/diariopotiguar
Compartilhe no Google Plus