Discovery exibe A Grande Seca do Rio Colorado na faixa Discovery Documenta

DOCUMENTÁRIO INÉDITO EXAMINA CAUSAS E SOLUÇÕES PARA CRISE HÍDRICA AMERICANA

Especial estreia na faixa "Discovery Documenta" e se baseia em série de reportagens finalista do prêmio Pulitzer em 2016 


Cena do especial

A seca nos Estados Unidos é situação alarmante que se agrava a cada ano – com a possibilidade de um extenso período de estiagem, ela tende assumir proporções catastróficas e traz uma importante lição ao mundo: causas com origem humana só podem ser sanadas em a ação coordenada envolvendo toda a sociedade.

No domingo, 26 de fevereiro, às 23h10, "Discovery Documenta" apresenta algumas das iniciativas que visam identificar as origens do problema e suas soluções emergenciais com a estreia de A GRANDE SECA DO RIO COLORADO (Killing the Colorado).

Desenvolvido conjuntamente por seis diretores – Rob Epstein, Jeffrey Friedman, Barbara Kopple, Jesse Moss, Alan e Susan Raymond – e baseado em série de reportagens de Abrahm Lustgarten, o documentário foi realizado em parceria com a agência independente de jornalismo investigativo ProPublica e reúne fontes entre especialistas em recursos hídricos, estudiosos e o governador do Estado do Colorado, John Hickenlooper.

Com uma hora de duração, o filme fornece um panorama da escassez que afeta cerca de 40 milhões de americanos, moradores de sete estados, todos eles com fornecimento dependente de uma principal fonte: o rio Colorado que, por sua vez, é evidência irrefutável da seca. A partir das análises feitas por suas fontes, a produção propõe soluções inovadoras e urgentes para reverter o cenário de catástrofe iminente.

O esgotamento dos recursos hídricos trará consequências a longo prazo: mesmo que a seca terminasse hoje, seriam necessários anos para restaurar os reservatórios exaustos e as águas subterrâneas. Em virtude do aumento exponencial da produção agrícola e da expansão populacional, a água precisa sair do rio, passando através das fronteiras estaduais, para satisfazer a sede de habitantes do deserto e irrigar as fazendas que fornecem a maioria dos alimentos daquele país.

Além dos conflitos entre as demandas rural e urbana, que geram entraves nas discussões de soluções comuns, há duas outras linhas exploradas pelo documentário: a infraestrutura formada por barragens e canais é ineficiente e, embora possibilite a existência de oásis como Las Vegas, gera perdas de milhões de litros em vazamentos e evaporação; por outro lado, o mercado financeiro de Wall Street se envolveu recentemente na negociação da água, uma atividade com resultados controversos.

A GRANDE SECA DO RIO COLORADO visita Crowley, cidade do Colorado que se transformou em uma comunidade fantasma depois de aceitar a melhor oferta para vender sua água. Por outro lado, o fundo Water Asset Management obteve sucesso em cidades como Prescott Valley, no Arizona, para distribuir a água de forma mais igualitária.

O aumento na demanda deve continuar enquanto cidades como San Diego e Denver seguem em expansão. Como resultado, todos, desde autoridades políticas a moradores, terão de inovar, criando novos sistemas para economizar, proteger e preservar, além de modelos sustentáveis que possam ser replicados.

SOBRE DISCOVERY DOCUMENTA

Apresentada por Dudu Azevedo, "Discovery Documenta" traz, sempre no último domingo do mês, documentários e trabalhos investigativos que representam a evolução do gênero e sua função social: informar sobre as questões que relacionam os telespectadores ao mundo, abordando temas como ciência, tecnologia, história natural e preservação ambiental.

SERVIÇO – DISCOVERY DOCUMENTA
A GRANDE SECA DO RIO COLORADO (Killing the Colorado)
Estreia: Domingo, 26 de fevereiro, às 23h10
Classificação indicativa: Livre
Compartilhe no Google Plus