Café em excesso pode causar sintomas de depressão

Resultado de imagem para café
Radio Felicidad
Especialista explica reações do exagero no consumo do café

O café é uma das bebidas mais consumidas do mundo. Apesar de ser composto pela cafeína, que tem alto poder estimulante e energizante, o maior problema não é a substância em si, mas a quantidade ingerida.

"O exagero no consumo de café em altas doses, leva ao vício. Isso eleva o cortisol e sobrecarga aos rins. Se a ingestão for feita de maneira frenética, consequências como aumento da frequência cardíaca, colesterol e aceleração da coagulação sanguínea, resultam em doenças graves'', explica Aléssia Palhano, cardiologista e nutróloga do Hapvida Saúde.

No entanto, o hábito de tomar café pela manhã, pode ser garantido como destaca a especialista. "O ideal é ingerir o equivalente a uma xícara pequena, logo ao amanhecer, em jejum. Não se deve colocar açúcar nem adoçante''.

O café também tem benefícios como elementos antioxidantes, que combatem radicais livres, e até atuam na prevenção do câncer. A bebida é rica em ácido clorogênico, que protege o fígado, sendo mais presente no café verde e menos no torrado.

"Pessoas que consomem café, especialmente, em grandes quantidades, poderão ter o sistema nervoso abalado, com sintomas de depressão, síndrome do pânico e estresse. Tudo está relacionado ao consumo exagerado da cafeína. Então, o segredo é promover saúde na medida certa'', alerta Aléssia.
Compartilhe no Google Plus