Exame comprova que arma apreendida com adolescente foi a que matou sargento da PM


O delegado Rafael Arraes da Delegacia de Homicídios de Mossoró (DHM), convocou a imprensa para uma coletiva às 09h30min desta sexta feira 18 de maio, para falar sobre o andamento das investigações sobre o assassinato do sargento da reserva da PM, Luiz Valdécio Faustino, " Sgt Valdécio.

O militar da reserva, trafegava em uma moto, quando foi seguido e morto a tiros em via pública na Rua Francisco Romualdo, Bairro Boa Vista, crime ocorrido no dia 23 de março desse ano em Mossoró.

Um suspeito, menor de idade, foi apreendido pela equipe da DHM com a arma utilizada no crime. Segundo o delegado Arraes, o exame de comparação balística realizado pelo ITEP com a arma apreendida e projeteis retirados do corpo do sargente apresentou resultado positivo, ou seja os projéteis saíram do revolver apreendido com o adolescente.

Na coletivo o delegado deverá anunciar a elucidação do crime bem como os motivos que levaram ao assassinato do PM da reserva. O adolescente encontra-se custodiado no Centro Integrado de Atendimento ao Adolescente acusado de Ato Infracional (CIAD) de Mossoró.

FIM DA LINHA
Compartilhe no Google Plus