Kelps trabalha para conquistar os votos dos incesivos


A rejeição de Robinson é grande e dificilmente ele vai para o segundo turno.

A chapa de Carlos Eduardo é pesada demais para decolar.

Fátima consolidou o segundo turno com os 30% que obteve até agora em todas as pesquisas divulgadas pelos institutos de pesquisa.

"A estratégia do Solidariedade é apresentar aos 70% dos eleitores que ainda não escolherem seus candidatos, ou que estão com nojo da política, um nome novo, que não é radical de esquerda, não tem o viés cansativo dos políticos tradicionais, e que tem o perfil que o Estado precisa neste momento: alguém ajustado, com capacidade de trabalho, altamente qualificado, intelectualmente altivo e sereno, que possa trazer de volta o sossego que tanto o Estado espera para ter o mínimo de condições de reorganizar sua economia", explica o deputado Kelps Lima, que é candidato à reeleição para deputado estadual agora em 2018 e trabalha para que Breno Queiroga conquista os votos dos indecisos.
Compartilhe no Google Plus