A Nike está "profundamente preocupada com as alegações perturbadoras" contra Cristiano Ronaldo

Cristiano Ronaldo. Foto de Marco Luzzani / Getty Images

A gigante Nike, empresa de varejo esportivo que tem um acordo de US $ 1 bilhão com Cristiano Ronaldo, está "profundamente preocupada" com as alegações de estupro feitas contra ele.

Kathryn Mayorga, uma americana de 34 anos, afirmou que Ronaldo a estuprou em uma cobertura de US $ 1.000 por noite em Las Vegas sem camisinha em 2009, de acordo com um relatório da publicação alemã Der Spiegel na semana passada .

Ronaldo negou "firmemente" a alegação no Twitter e disse que se recusa "a alimentar o espetáculo da mídia criado por pessoas que buscam se promover às minhas custas".

A história pode gerar problemas para a Save the Children , uma instituição de caridade com a qual Ronaldo trabalha de perto - e agora parceiros ainda mais importantes divulgaram declarações para dizer que estão alarmados com a notícia.

De acordo com a BBC, a Nike, cuja relação com Ronaldo começou em 2003, disse: "Estamos profundamente preocupados com as alegações perturbadoras e continuaremos monitorando de perto a situação".

A Nike não é a única empresa preocupada.

A EA Sports, fabricante de videogames por trás da popular série de futebol FIFA, tem Ronaldo na capa de muitas de suas edições. "Vimos o relatório preocupante que detalha as acusações contra Cristiano Ronaldo", disse a EA Sports à AP , segundo a BBC.

"Estamos monitorando de perto a situação, já que esperamos que os atletas e embaixadores da cobertura se comportem de maneira consistente com os valores da EA".

A acusação polarizou as pessoas próximas a Ronaldo, já que a Juventus FC - a atual empregadora do atacante - divulgou uma declaração via Twitter confirmando seu apoio.

"Ronaldo mostrou nos últimos meses seu grande profissionalismo e dedicação, o que é apreciado por todos na Juventus", disse o comunicado. "Os eventos supostamente datados de quase 10 anos atrás não mudam essa opinião, que é compartilhada por todos que entraram em contato com esse grande campeão."Ronaldo.

Em comunicado à agência noticiosa portuguesa LUSA, que foi transmitido ao portal Business Insider e traduzido do português, Fernando Gomes, o presidente da Federação Portuguesa de Futebol afirmou : "Em meu nome e em nome da Federação Portuguesa de Futebol, expresso total solidariedade. com Cristiano Ronaldo, em uma circunstância em que seu bom nome e reputação estão em risco.

"Acredito nas declarações que ele emitiu ontem, não apenas porque defendo a inocência como princípio básico do estado de direito, mas também porque conheço Ronaldo há muitos anos e sou testemunha de seu bom caráter."

Apesar de Ronaldo ter sido excluído do último plantel de Portugal, ele foi incluído no plantel da Juventus para o próximo jogo da Série A no sábado. Resta ver se ele vai jogar.

Com informações da BUSINESS INSIDER
Compartilhe no Google Plus