Com a queda do helicóptero e morte de Ricardo Boechat, morre também mais um pouco da esperança nacional

Após a tragédia de Brumadinho e o incêndio que matou os jovens jogadores do Flamengo, perder um dos jornalistas mais admirados do país é deixar morrer mais um pouco de nossa esperança, que já anda tão fragilizada.

Nas redes sociais, a morte do jornalista repercutiu imediatamente no Twitter. “Boechat” é “Band” são os dois assuntos mais comentado na rede social neste início de tarde. Os internautas também estão postando a hashtag “Cancela 2019”, em alusão à quantidade de tragédias ocorridas neste início de ano.

Em pesquisa do site Jornalistas & Cia em 2014, que listou cem profissionais do setor, Boechat foi eleito o jornalista mais admirado e, por conta disso, a sua perda mobiliza tanto o país.

Polêmico, destemido, um verdadeiro perseguidor da verdade. Tinha 66 anos e, além de comandar o Jornal da Band, era âncora da BandNews FM e tinha uma coluna semanal na revista IstoÉ.

O jornalismo brasileiro está de luto o Brasil está de luto.

Segundo o jornalista José Luiz Datena: “com profundo pezar desses quase 50 anos de jornalismo, cabe a mim informar a vocês que o jornalista Ricardo Boechat, pai de família, companheiro, o maior âncora do jornalismo da TV brasileira, morreu hoje em um acidente de helicóptero no Rodoanel em São Paulo”.

Nesse momento é impossível não dizer #Cancela2019.

The post Com a queda do helicóptero e morte de Ricardo Boechat, morre também mais um pouco da esperança nacional appeared first on CONTI outra.



source https://www.contioutra.com/com-a-queda-do-helicoptero-e-morte-de-ricardo-boechat-morre-tambem-mais-um-pouco-da-esperanca-nacional/
Compartilhe no Google Plus