O cérebro do bebê amadurece de dentro para fora e a chave é AMOR

O período mais importante no desenvolvimento do cérebro de uma criança é o estágio entre 0 e 6 anos. Não só porque muitas mudanças químicas ocorrem e novas conexões são ativadas, mas porque o cérebro começa a aumentar seu tamanho e a estabelecer associações.

Lembre-se que no cérebro humano, ao longo dos primeiros anos de vida, é quando eles começam a estabelecer os pilares para o desenvolvimento da inteligência emocional.

A maneira como interagimos com o recém-nascido e o estilo parental são os principais componentes para o desenvolvimento do bebê. Se ambos forem dados de maneira adequada e saudável, a boa saúde emocional da criança pode ser promovida. Em outras palavras, dando-lhe afeto e ajudando-o a amadurecer, pouco a pouco, garantiremos a formação de um ser humano adulto em condições.

Sem dúvida, o gerenciamento das necessidades humanas desde a primeira infância é um desafio. De fato, para conseguir isso, é necessário entender como ocorre a maturação do cérebro de nossos filhos.

Quanto mais e melhor informados somos, mais útil a informação pode ser quando a aplicamos e acima de tudo: saber quando e como aplicá-la.

Vamos ver abaixo algumas noções básicas que nos permitirão ser o apoio que nossos filhos precisam.

Como o cérebro humano amadurece?
O cérebro amadurece de dentro para fora e de trás para frente

Parece estranho, mas é assim que é. O cérebro de um recém-nascido, como sabemos, ainda é muito imaturo quando se trata do mundo. Como uma flor, trata-se de ajudá-la a florescer para que possa gradualmente atingir a maturidade e desenvolver todo o potencial de que é capaz.

O cérebro humano, no estágio pós-natal, precisa terminar de estabelecer estruturas, estabelecendo conexões e moldando as áreas do cérebro onde os processos básicos, como todo o processo de informação e o seguinte, serão regidos:

.A comunicação.
.O movimento.
.A coordenação
.A resolução de problemas.

Até os 3 anos de idade, o cérebro terá duas vezes mais sinapses do que na idade adulta. É por isso que é tão importante estimular os bebês corretamente nos primeiros anos de vida.

Desde a concepção até os três anos de idade, o cérebro de uma criança passa por uma quantidade incrível de mudanças. O processo cerebral que conhecemos pelo nome de sinapses (isto é, a conectividade entre os neurônios) se desenvolve progressivamente. Algo que não vai acontecer novamente depois de 3 anos de vida.

E para que esse processo ocorra de forma eficiente, é necessário que a criança experimente o máximo de interações afetivas com as pessoas ao seu redor, com todos os meios.

De dentro para fora e de trás para a frente

O cérebro humano consiste em várias partes, incluindo aquela na qual a medula espinhal está conectada ao cérebro superior. Graças a isso, o ser humano controla reflexões e processos involuntários, como respiração e frequência cardíaca. O recém-nascido tem apenas essa estrutura em um estado imaturo.

. Atrás do tronco cerebral e abaixo da parte superior do cérebro está o cerebelo, envolvido no equilíbrio e coordenação. Uma parte que se estabelecerá lenta mas firmemente.

. O bebê amadurecerá todos os dias até alcançar as áreas frontais estabelecidas no córtex ou no neocórtex, envolvidas em processos mais elevados, como memória, aprendizado, tomada de decisões, resolução de problemas, planejamento.

Agora, é dentro do cérebro humano onde a verdadeira magia é encontrada. É aí que você encontra aquela bússola excepcional que governa nosso mundo emocional. Estruturas como o sistema límbico, a amígdala ou o hipocampo são áreas muito primitivas que regulam TODO o comportamento do bebê.

Se pudermos favorecer um amor constante, seguro e pleno no bebê, garantiremos um desenvolvimento adequado do cérebro. Não podemos esquecer que a organização do cérebro é baseada, acima de tudo, em nossas primeiras experiências.

Estimular a sinapse

Nossos genes são o que permitem que o cérebro se reorganize com base nas experiências que recebe do ambiente. Se estas são positivas, a atividade neuronal estimulante e afetiva torna-se mais forte contra os possíveis inimigos mais conhecidos como: estresse e medo.

. Por outro lado, o uso repetido e a interação constante com o ambiente são canais externos que dão força interna, que geram as sinapses.

. Portanto, é importante lembrar que, para favorecer essa conectividade positiva, é necessário que sejamos constantes e que nosso estilo de parentalidade seja sempre o mesmo.

. É inútil, por exemplo, prestar atenção ao choro do bebê durante os primeiros 6 meses de vida e depois parar de fazê-lo porque achamos que é hora de “amadurecer”, envelhecer e entender que você precisa aprender a ficar sozinho.

Até 3 anos, a criança não irá resolver o padrão de sono, nem terá amadurecido nele muitos dos processos neurológicos com os quais se sentir completamente seguro à noite. Ele precisa de nossa proximidade.

Momentos-chave no desenvolvimento do cérebro de um bebê

3-6 meses: A mielina começa a aparecer nos axônios de alguns neurônios durante o segundo trimestre. Esse processo – chamado de mielinização – continua até a adolescência e permitirá que a criança processe as informações mais rapidamente.

6-9 meses: o córtex cerebral do bebê começa a se desenvolver e adquirir potencialidade: ele vai interagir muito mais conosco.

Primeiro ano: o cerebelo triplica seu tamanho, os lobos frontal e temporal já adquirem predominância e as crianças começam a se mover mais seguramente, iniciando já um interesse mais intenso pela comunicação.

Os dois anos: as mudanças mais intensas ocorrem nas áreas cerebrais relacionadas à linguagem.

Os três anos: é a idade mágica em todas as crianças. A densidade sináptica no córtex pré-frontal alcança seu máximo esplendor, na verdade três vezes a de um adulto. Seu único interesse é aprender, relacionar e descobrir o mundo à sua disposição.

Se o guiarmos através do amor e do respeito, estaremos garantindo que nosso bebê possa se tornar uma criança emocionalmente mais forte.

***

Tradução por A Soma de Todos os Afetos do artigo publicado no site Eresmamá

The post O cérebro do bebê amadurece de dentro para fora e a chave é AMOR appeared first on CONTI outra.



source https://www.contioutra.com/o-cerebro-do-bebe-amadurece-de-dentro-para-fora-e-a-chave-e-amor/
Compartilhe no Google Plus