Crianças de uma vila no Vietnã atravessam rio de águas bravas em sacos plásticos para chegar à escola

Resultado de imagem para Crianças de uma vila no Vietnã atravessam rio de águas bravas em sacos plásticos para chegar à escola

Essas crianças de um vilarejo remoto na província de Dien Bien, no Vietnã, sabem que a educação é vital para que eles consigam sair da pobreza e por isso fazem grandes esforços para garantir que possam assistir às aulas. Mesmo que isso signifique entrar em um saco plástico e ser arrastado por um rio furioso!

As frágeis pontes e jangadas de bambu, que são usadas durante a maior parte do ano na vila, são inadequadas quando o rio inunda durante a estação chuvosa. É quando é hora de ser criativo, então, aos homens saudáveis e com vasta experiência em lidar com as águas furiosas dos rios da região é dada a tarefa de puxar mais de 50 alunos das torrentes potencialmente mortais.



De acordo com o site Vov.Vn , as crianças ficam com medo, mas determinadas, observando ansiosamente enquanto aguardam a sua vez. A travessia é extremamente perigosa porque apenas um pequeno erro pode ser o suficiente para fazer as crianças e os adultos serem puxados pelas fortes águas da inundação.


O Sr. Vo A Giong, chefe da vila de Huoi Ha, disse : “Agora, esse fluxo é muito perigoso, meus parentes geralmente levam as crianças de jangada, mas agora não podem usá-las. Espero que o estado invista em pontes suspensas em breve para que as pessoas viajem mais convenientemente.”


A Sra. Nguyen Thi Thuy, diretora do colégio interno Na Sang, concordou que algo deve ser feito sobre a situação. “As chuvas de inundação dividiram a aldeia Huoi Ha”, disse ela. “Da nossa escola, há mais de 50 alunos na aldeia de Huoi Ha e até agora os professores e pais mobilizaram as crianças para assistir às aulas da melhor maneira possível.”


“No entanto, viajar também é difícil. Também esperamos que, nos próximos anos de escola, haja mais investimentos do estado com pontes mais modernas para levar as crianças à escola nessas estações chuvosas. ”


Porque atravessar o rio é apenas o começo para essas crianças dedicadas. Tendo sobrevivido ao cruzamento, uma caminhada de cerca de 5 horas por 15 km de estradas florestais escorregadias espera por eles.

Graças ao jornalismo investigativo dos bons profissionais do site Vov.Vn , parece que uma solução para este problema pode estar no horizonte, enquanto o governo procura investir em mais pontes na região remota.

Logo após o lançamento do artigo original, o ministro dos Transportes Nguyen Van declarou o seguinte :

“Depois de receber o feedback das agências de notícias sobre a situação dos estudantes na aldeia Huoi Ha, que tem que entrar em sacos plásticos para atravessar o fluxo de inundação e chegar à escola devido à falta de investimento em infra-estrutura de transporte, o Ministério dos Transportes instruiu a Vietnam Road Administration a conversar com as autoridades locais em todos os níveis para verificar e resolver esta questão. ”


***
Tradução feita por Destaques Psicologias do Brasil do original de Bored Panda.
Crédito das imagens: VOV.
CONTI OUTRA
Compartilhe no Google Plus