Com quase nada para comer em casa, menino doa ovo para ajudar abrigo de idosos


Imagem: Luiz Gustavo Rodrigues, de 8 anos, doou o ovo para ajudar no leilão do abrigo de idosos de Caçu, Goiás — Foto: Reprodução/TV Anhanguera, via G1

Foi na cidade de Caçu, no sudoeste de Goiás, que aconteceu um dos mais comoventes gestos de solidariedade. Mesmo sem ter quase nada para comer em casa, o pequeno Luiz Gustavo Rodrigues, de 8 anos, doou o único ovo de galinha para voluntários que faziam a arrecadação de produtos para um leilão beneficente. A atitude solidária comoveu a cidade, e acabou se transformando em uma corrente do bem.

Os moradores de Caçu, que tem pouco mais de 14 mil habitantes, souberam da história e resolveram também colaborar com a ação social para a reforma de um abrigo de idosos da cidade. O leilão do ovo acabou rendendo quase R$ 4 mil em doações, que serão usados na obra.

“O ovo estava na cartela e eu peguei, escondi, saí correndo e dei para mulher”, contou Luiz Gustavo.

Já era final de tarde, quando bateram na porta da família. Foi o padrasto do menino, Luizmar Nunes, quem atendeu ao grupo de voluntários. O pedreiro, que está sem serviço no momento, se emociona ao lembrar que não tinha nem comida direito dentro de casa para ele, a esposa, o Gustavo e mais dois irmãos do menino, que também são crianças.

“Naquele dia, eu não tinha quase de comer dentro da minha casa. Aí eu peguei e falei para ela [voluntária]: Olha dona, hoje eu não tenho, mas amanhã, você passa aqui que eu contribuo”, relembrou o pai, emocionado.

A voluntária de quem Luizmar está falando é Jéssica Taís Santos. Foi ela quem recebeu o ovo das mãos do Luiz Gustavo.

“Uma atitude como essa, ainda mais vindo de uma criança inocente. A humildade que ele teve de vir me entregar o que ele podia doar, me emocionou bastante”, relatou a voluntária.

Jéssica resolveu se juntar aos outros voluntários e decidir o que fazer com aquele ovo, mantendo a prenda no leilão.

E o resultado dessa história foi ainda mais compensador para todos que estavam envolvidos na ação social.

“Um simples ovo com as melhores das intenções veio fazer o que fez. Esse grande omelete de solidariedade”, disse o presidente do abrigo de idosos, Lúcio Teodoro Morais.

E as ações de solidariedade acabaram retornando para a família do Luiz. Os mesmos voluntários se uniram com a comunidade para abastecer a casa do menino com alimentos e também brinquedos para ele e os irmãos, que foram entregues nesta semana.

E este é mais um exemplo de que, se você semeia o bem, colhe o bem.

Redação Conti outra. Com informações de G1
Compartilhe no Google Plus