Que as pessoas falsas não sejam merecedoras dos nossos sentimentos mais verdadeiros

Falsidade. Tá aí uma palavrinha que não suporto. Talvez por ter encontrado milhares de pessoas que carregavam a tal “qualidade” escondida na personalidade e a manifestava nos momentos mais improváveis, mas a verdade é que falsidade é uma coisa que me incomoda e muito.

É feio julgar, puxar saco, puxar tapete, falar da vida alheia, prejudicar o outro. É feio! O problema é que grande parte das pessoas se acostumou com isso e parece não se importar em conviver com pessoas falsas.

Se pararmos por um momento para pensarmos, entendemos que conviver com pessoas falsas é um grande risco a nossa sanidade e ao nosso equilíbrio emocional. Note isso pelo comportamento quase padrão que elas carregam: agem por interesse próprio, criticam pelo simples prazer de verem o outro mal, aproximam-se dos que julgam “superiores”, buscam sempre se beneficiarem de alguma situação e denigrem a imagem alheia para se autoafirmarem como “melhores”.

O grande problema disso tudo é que muitas vezes não percebemos quando uma pessoa tóxica está perto de nós, uma vez que a falsidade nem sempre é explícita.

Por isso, precisamos estar mais atentos e mais sensíveis aos sinais emitidos pelos comportamentos. Não podemos aceitar que a falsidade seja encarada como algo normal. Até porque ela não é! Normal é ser sincero, ter caráter, jogar limpo. Normal é querer o bem, desejar o bem, fazer o bem e não o contrário.

E sabe de uma coisa? O mundo está cheio de pessoas merecedoras dos nossos sentimentos mais nobres. Precisamos acreditar no amor incondicional, na amizade sincera e nos sentimentos recíprocos.

Precisamos discernir o bem do mal e lembrar que o mundo gira e gira muito rápido. Todo mal premeditado tem efeito temporário e retorno certo. Pode escrever aí: o que você plantar, você irá colher.

Então, deseje o bem, pratique o bem e que o que for seu encontrará um caminho de chegar até você. A lei do retorno não falha. Não importa quantas pessoas querem te derrubar, te humilhar ou te prejudicar. O bem sempre prevalecerá e isso é incontestável.

Photo by Alexas Fotos from Pexels

The post Que as pessoas falsas não sejam merecedoras dos nossos sentimentos mais verdadeiros appeared first on CONTI outra.



source https://www.contioutra.com/que-as-pessoas-falsas-nao-sejam-merecedoras-dos-nossos-sentimentos-mais-verdadeiros/
Compartilhe no Google Plus