"Henrique é o dono do PMDB e quer ser dono do RN", afirma Deputado


O autoritarismo do presidente do PMDB Henrique Alves foi criticado pelo deputado estadual reeleito José Dias (PSD) em entrevista a Tv União nesta segunda-feira (13). José Dias foi filiado ao PMDB por 26 anos.

"O dono do PMDB é Henrique. Ele não é líder do partido, não é presidente: é o dono. Trata todo mundo com superioridade e quer fazer isso com o Rio Grande do Norte", apontou o deputado.

José Dias contou que saiu do partido porque Henrique trata os correligionários de forma inadequada e em regime de escravidão. "Eu não sou vassalo. A época da escravidão já acabou e na política, estamos todos livres para escolher o que é melhor para o Rio Grande do Norte e o melhor é Robinson no Governo", destacou. 

Sobre as críticas a atuação de Robinson como secretário de Recursos Hídricos, José Dias defendeu. "Quando Robinson assumiu a secretaria a primeira ação dele foi dar andamento aos projetos e ações que estavam parados e infelizmente na época a Secretaria de Planejamento não liberou os recursos para a Secretaria", justificou.

O parlamentar acrescentou ainda que a atuação de Robinson foi pautada pela responsabilidade com os recursos públicos e isso deve ser reconhecido. "Robinson não é irresponsável. Ele sabia que as obras estavam sob investigação do Tribunal de Contas e por isso aguardou o resultado da justiça. Ele saiu da secretaria e em todos esses 28 anos de vida pública nunca respondeu a processo por conduta no legislativo, nem no executivo", frisou.

De acordo com o deputado, diferente de Robinson, o candidato do PMDB responde a vários processos, inclusive pela atuação como secretário da Segov. "Foi montada uma super secretaria para Henrique e o resultado do trabalho dele lá foi um processo que ele responde até hoje", afirmou.

José Dias citou ainda processos que Henrique responde na 16ª vara em Brasília (em segredo de justiça) que o acusa de enriquecimento ilícito, questões ilegais e imorais da vida pública do parlamentar. "Se existe algum constrangimento sobre vida pública esse constrangimento deve ser de Henrique e todo o RN sabe disso. Ele envergonhou o RN sendo citado em processos nacionais", frisa. 

O deputado falou ainda sobre os casos de corrupção ligados a Henrique no Rio Grande do Norte. "O ex-diretor do Dnocs, Elias Fernandes responde a processos por corrupção, desvio de dinheiro público pelas obras hídricas que o próprio Henrique assumiu a paternidade. No caso das investigações publicadas pela imprensa nacional, o caso da Petrobras, as denúncias em esquemas na Câmara e tantos outros", afirmou. 

Compartilhe no Google Plus