Atrasado: Governo paga "adiantado" servidores da administração direta

Imagem: Divulgação (TN)
O que era para ser adiantado, na verdade é atrasado. 

Para entender essa frase devemos nos remeter à situação que vive os servidores e aposentados do Rio Grande do Norte que desde do início da Administração do governador Robinson Faria vem sofrendo, gradativamente, com atrasos no pagamento.

Não bastasse os diversos problemas que o estado está enfrentando como a falta de segurança muitos estão tendo que conviver com os constantes atrasos no pagamento;

Aqui no estado uma coisa é certa, um dos critérios para e identificar um bom governador é a pontualidade no pagamento dos servidores. Sempre se discute nas rodas de conversa entre professores, servidores da saúde, por exemplo, as diversas histórias de quem já viveu e sofreu, no passado, com administrações que simplesmente transformavam os pagamentos em verdadeiras via crucis.

Neste sábado, o Governo do Estado comunicou, de uma forma de "bonificação" que o pagamento dos servidores da administração direta, previsto para a próxima segunda-feira (9), será realizado neste sábado (7) como desculpa para garantir que o funcionalismo receba os vencimentos na véspera do Dia das Mães.

Isso é, na opinião de muitos, uma verdadeira falta de respeito ao funcionalismo que está tendo, a cada dia um adiamento nos recebimentos. 

Recebem hoje os funcionários da Administração, Gabinete Civil, Consultoria, Procuradoria, Comunicação, Controladoria, Vice-governadoria, Planejamento, Tributação, Agricultura e Pesca, Desenvolvimento Econômico, Infraestrutura, Trabalho, Habitação e Assistência Social (Sethas), Recursos Hídricos, Turismo, Assuntos Fundiários e Reforma Agrária (Seara) e Esporte e Lazer, totalizando quase 4 mil servidores.

Para se ter uma idéia, a agenda de pagamento ainda vai até a próxima terça-feira (10), praticamente, metade do mês de maio, onde recebem os vencimentos servidores da Administração Indireta (Emater, Emparn, Ceasa, Idiarn, FJA, UERN, Fapern, DER, Arsep, Fundac, Igarn, Emportur e Datanorte).

Com informações da Assessoria
Compartilhe no Google Plus