Banco Mundial elogia Governança Inovadora do RN


"Governança Inovadora é uma mudança na forma de governar", diz gerente do Banco Mundial

A gerente do Banco Mundial Fátima Amazonas não poupou elogios às ações e resultados já conquistados pelo Governança Inovadora no Rio Grande do Norte e destacou o caráter multisetorial do projeto. A gestora convidou o Governo a apresentar em novembro a iniciativa à direção do Banco Mundial, em Brasília. O diferencial na mudança da gestão implementada pelo projeto também foi destacado. "Essa mudança na forma de governar é um diferencial em relação a outros Estados. Ter ações efetivas, definir estratégias e fazer avaliações de impactos mantendo acordos com gestores das áreas setoriais é um modelo inovador e merece ser ressaltado. Já podemos ver resultados significativos do que foi executado e do que estava previsto a curto e médio prazo. Parabenizamos o Estado do Rio Grande do Norte", afirmou.

Fátima Amazonas foi recebida na manhã desta segunda-feira pelo secretário de Estado do Planejamento e das Finanças Gustavo Nogueira e conheceu de forma mais detalhada o Governança Inovadora. Também participaram do encontro técnicos da SEPLAN e do Instituto Publix. Uma equipe do Banco ficará em Natal esta semana em missão de avaliação e acompanhamento do RN Sustentável, projeto financiado pelo Banco. 

A gerente do Banco Mundial foi apresentada aos pormenores de cada eixo do Governança Inovadora, aos indicadores e metas do Mapa Estratégico do Estado e também foi informada sobre a situação dos projetos prioritários já contratados pelo Governo após intenso diálogo com diversos setores da sociedade. A quantidade de informações produzidas e disponibilizadas para a população no portal do projeto chamou a atenção da gestora, que ressaltou o caráter prioritário que o Governança Inovadora tem para o Banco Mundial. "O Governança Inovadora é um dos projetos prioritários do RN Sustentável, não somente em relação aos investimentos diretamente financiados pelo Banco, mas também quanto à reestruturação do sistema de governança dos fluxos e processos, e do sistema de informação do Estado", disse.

Coordenador geral do RN Sustentável, o titular da SEPLAN Gustavo Nogueira frisou o legado que o projeto deixará para as próximas gerações do Estado. Ele agradeceu o apoio do Banco Mundial ao projeto e reafirmou a importância desse momento para o Rio Grande do Norte. "Estamos enfrentando uma das maiores crises econômicas da nossa história, mas temos ido além com o Governança Inovadora porque miramos o futuro. Costumo dizer que o Estado está em ebulição do ponto de vista de planejamento. O Banco Mundial tem sido um grande parceiro nesse projeto e as palavras da gerente Fátima Amazonas nos dão convicção de que o caminho que escolhemos, dialogando com a sociedade, é o mais correto", disse.

Assessoria
Compartilhe no Google Plus