Primeiro app que avalia o desempenho de jogadores de futebol é lançado no Brasil

Primeiro aplicativo que avalia o desempenho de jogadores de futebol é lançado no Brasil


Diferente de quem pratica corrida ou ciclismo, os jogadores não profissionais de futebol desconhecem serviços práticos e de baixo custo para acompanhar e melhorar sua performance. Ele é incapaz de saber, por exemplo, se está correndo mais, se está se posicionando bem ou se está mantendo seu ritmo durante toda a partida. Sem nenhum detalhe sobre sua prática é impossível direcionar ações para torná-la melhor e mais saudável.

O aplicativo Joga+ surge para ser sua comissão técnica de futebol, fornecendo dados estatísticos de sua partida, como distância percorrida, mapa de calor, análise de posicionamento e resistência física, auxiliando na melhoria tanto de seu desempenho como de sua saúde. Tudo isso usando apenas o seu celular.

A análise de dados no futebol brasileiro

A derrota do Palmeiras para o Água Santa, no Paulista em 2016, deu o que falar. Além do placar de 4 a 1, muitas pessoas questionaram, nas redes sociais, sobre o top que os jogadores usaram durante o jogo. O que era aquela peça de vestuário estranha?

O top, na verdade, carregava um GPS para monitorar o desempenho dos atletas dentro do campo. Com informações sobre sua movimentação (mapa de calor), distância percorrida e resistência física, a equipe técnica pode desenvolver um trabalho adequado ao resultado de cada jogador.

Às vezes, só de receber uma análise detalhada de como foi seu desempenho em campo, os jogadores já demonstravam uma grande melhora na performance. Usar GPS para coletar dados da atuação do jogador não é exatamente uma novidade no mundo do futebol profissional. Ibrahimovic a utiliza por pelo menos quatro anos. Aqui no Brasil, alguns clubes como o Atlético-MG e o Internacional também adotaram o top e o GPS há algum tempo.



Por ser uma ideia com alto valor agregado, é natural que sua implantação esbarre em um alto custo: estima-se que para oferecer o GPS para 30 jogadores, os clubes precisem desembolsar em torno de 55 mil dólares – além das taxas de importação.

Como o Joga+ democratiza o acesso à informação

Futebol é um esporte igualitário. Apenas com uma bola e dois gols (que podem ser desde traves oficiais até chinelos de dedos) se faz uma partida. Então porque a informação sobre o desempenho dos jogadores não pode ser tão democrática quanto?

Ao refletir sobre como criar um produto que ofereça essa tecnologia de ponta aos jogadores não profissionais de futebol, Robson Motta, criador do Joga+, percebeu que a resposta estava o tempo todo diante dos nossos olhos. Ou melhor, nas nossas mãos ou nos nossos bolsos. "Todo mundo tem um celular. E dentro de cada smartphone tem um GPS. Por que não criar um aplicativo e assegurar às pessoas comuns, como nós, como vocês, o acesso aos dados do seu desempenho em campo?". E assim, nasceu o Joga+.




Por que o Joga+ vai mudar a prática do futebol

O Joga+ é um aplicativo para mensurar os dados do futebol não profissional. A ideia é simples: baixar o aplicativo e usá-lo durante uma partida. O jogador pode usar uma braçadeira ou toda a sua criatividade para ter o celular junto ao corpo. Para facilitar essa etapa o Joga+ também oferece um colete para você carregar seu celular de forma mais segura e confortável.


No final, o usuário tem à sua disposição dados de suas partidas, como resistência física, distância percorrida, mapa de calor, tempo gasto na defesa e no ataque, consistência tática, posição principal durante a partida, desgaste e qual foi seu ritmo durante o jogo.

Com isso em mãos, abrem-se infinitas possibilidades: melhorar o desempenho, aprender sobre seu estilo de jogo, aprimorar o condicionamento físico, descobrir qual é seu melhor lado, qual a sua posição mais produtiva… Com as mesmas informações utilizadas pelos seus ídolos, todo jogador de futebol não profissional agora pode se autoconhecer e jogar bonito – cada dia mais próximo de uma performance de elite.

Assesssoria
Compartilhe no Google Plus