OLX não é mais um "Bom Negócio"? Uma Análise, DiárioTec

Resultado de imagem para olx
Imagem: BrandedIQ
Como a OLX "pode ter acabado" com o negócio de muita gente no Brasil

O Diário Internet e Tecnologia(DiárioTec) de hoje traz uma nota rápida, enviada por um leitor que reclama dos serviços da OLX. 

Num primeiro momento vocês podem pensar: "Como alguém poderia reclamar de um serviço gratuito"? Na verdade o que o leitor nos explica é que a OLX deixou de ser totalmente gratuito para alguns casos. 

Direto ao Ponto.

A OLX passou por algumas mudanças onde limitou a quantidade de anúncios em várias categorias, senão em todas. Imóveis e carros, por exemplo, esses ficaram bem mais limitados, produtos de telefonia e tecnologia então, nem se fala

Os Vendedores e a crise

Em tempos de crise no Brasil a solução era complementar a renda com algumas vendas. Bom, esse era o pensamento de muitos brasileiros que estavam complementando a renda do mês com vendas pela internet e, principalmente, pela OLX, com a mudança a forma que facilitava os anúncios ganharem mais visualizações ficou inviável. Os vendedores re-anunciavam os produtos todos os dias e assim conseguiam atrair novos clientes e todos saiam ganhando. A OLX que divulgava seu serviço que desde o início se propôs a ser grátis, o vendedor que conseguia melhorar sua renda mensal e o comprador que tinha a maior facilidade de encontrar o que buscava bem mais rápido..

A organização que beneficiou e atrapalhou (os corretores)

Toda essa mudança só teve, em nossa análise, um lado bom. Com a proibição da repetição de anúncios ilimitada, todos os produtos presentes ali podem estar disponíveis para venda. Antes quando alguém pesquisava um produto postado há pelo menos 4 dias já tinha a impressão que este já havia sido vendido, porém com a mudança e a permanência por um maior tempo dos produtos na plataforma o comprador tem mais possíveis opções e trabalha mais com a esperança de que aquele produto com bom custo benefício ainda esteja disponível(Talvez seja só essa a vantagem). Outra coisa que pode ser considerada "vantagem" são os anúncios particulares vendendo casas na internet. Antes muitas pessoas se aventuravam, mesmo sem o devido registro de corretor de imóveis, a vendê-los pela plataforma ou até mesmo os proprietários não estavam mais procurando corretores pois aquele canal de vendas era suficiente para atrair os compradores. Por um lado a limitação de anúncios de imóveis a somente 1 por um período de 1 mês trouxe o benefício ao corretor pois o anunciante informal teria apenas 1 oportunidade de anunciar, porém, para os corretores a desvantagem é o fato deles terem que pagar (assim como qualquer usuário) para ter mais produtos publicados na OLX, em resumo, não sei se foi benéfica a mudança. A mesma coisa aconteceu com vendedores de carro que passaram a ter também um limite de anúncios mensal.

A autoestima dos vendedores

Alguns vendedores consultados pelo Diário Potiguar relataram uma certa baixa auto estima de vender. Eles destacam que o período não era para mudanças deste tipo e ainda disparam: "O Brasil em crise e a gente precisando complementar a nossa renda e o sistema está cada vez mais aparentemente fechado, estamos sem ânimo para continuar ou ampliar negócios".

A OLX não é mais um Bom Negócio?

Em meio a todo esse relato essa pergunta quem deve responder são os usuários, na nossa análise e ouvindo todas as queixas de pessoas que utilizam a plataforma, concluímos que em partes a OLX ainda é um bom negócio, mas que aparentemente pode estar dando o último suspiro até a consolidação de um concorrente de peso, O FACEBOOK com a sua nova plataforma, o MarketPlace.

Teoria da conspiração. O FACEBOOK comprou a OLX?

Logo que aconteceram as mudanças na OLX muita gente ficou se perguntando quais seriam os motivos para tal atitude da empresa, haja visto que a plataforma, pelo menos aqui no Brasil, era a queridinha dos Brazucas quando se tratava de vendas online. "Era uma alegria só vender um produto lá, agora, sinto-me forçado a comprar um plano para estender dias em destaque", dispara um leitor. Passada a surpresa ao ver seus anúncios limitados, os leitores começaram a criar teorias da conspiração. Será que o Facebook comprou a OLX e limitou os usuários, só para beneficiar o MarketPlace(novo sistema do facebook para vendas e o que seria o principal concorrente da OLX e Mercado Livre)?  É uma pergunta bem plausível e pertinente, porém, não. O Facebook, pelo menos ao que se observa e tem infomações, não comprou a OLX.

Em suma, a OLX ainda é uma grande plataforma de vendas, Porém, Pode Perder(PPP), e muito, com essas limitações. 

O problema de tudo na vida são os costumes e ela acostumou os seus usuários a ter um serviço gratuito de vendas e agora esses usuários ficarão órfãos e procurarão, como nômades, outros serviços similares para continuarem a vender seus produtos.


Compartilhe no Google Plus