LÍDER DO PMDB EXIGE REGULAMENTAÇÃO PARA RECURSOS DO SUS

O deputado Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), ocupou a tribuna da Câmara dos Deputados na noite desta terça-feira (13) para, em nome da bancada do PMDB, solicitar a votação e se posicionar favorável a aprovação da Emenda 29. A proposta, em tramitação há dois anos e meio, regulamenta os recursos destinados ao SUS com novos critérios de distribuição entre a união, estados e municípios.

A votação está prevista para a quarta-feira (21). No mesmo dia o presidente da Câmara dos
Deputados, Marco Maia (PT-RS), vai se reunir com todos os governadores para discutir o assunto durante um almoço. "Os prefeitos e a presidente Dilma estão cumprindo com a sua parte. Alguns estados que me perdoem, precisam fazer o dever de casa", declarou o líder Henrique Alves. "A nossa parte será votar", disse.

A nova fonte para financiar o Sistema Único de Saúde será tarefa para o governo federal discutir com o Senado para onde a matéria será encaminha.  "Chegou a hora deste parlamento se impor. Caberá ao Senado, com a participação do governo, apontar a fonte para financiar o SUS", disse o líder do PMDB. Henrique Alves descartou qualquer tentativa de a criação de um novo imposto para substituir a extinta CPMF e disse que será rejeitada.

Ao enfatizar a posição do PMDB, Henrique Alves lembrou que, em reunião da bancada do partido, na tarde da terça-feira (13), os 80 deputados liderados por ele decidiram, por unanimidade, aprovar a regulamentação da emenda. "Há 40 anos, em todas as campanhas que participei, a saúde foi o tema central das eleições", lembrou o deputado, justificando a posição do PMDB na Câmara.
Compartilhe no Google Plus