Tratamento para pacientes com microcefalia é tema de Congresso

Imagem: Divulgação
Programação promove discussão sobre a importância da integração entre os profissionais de saúde na reabilitação dos pacientes

O aumento de casos de microcefalia no Brasil, principalmente no Nordeste desde o ano passado, vem chamando a atenção da sociedade e também de todos os setores da área de saúde. Diagnosticada ainda na gestação, a microcefalia é uma anomalia congênita caracterizada pela alteração no tamanho do crânio do recém-nascido - bem abaixo da média -, que deixa diversas sequelas como problemas cognitivos, de visão e audição.
Os profissionais de Fisioterapia são fundamentais para ajudar a criança com microcefalia em seu desenvolvimento. O papel desses profissionais na reabilitação de pacientes com a anomalia é um dos temas do 9º Congresso de Fisioterapia realizado pela Faculdade Estácio em Natal - ENAFIRN. O evento acontece nos dias 18, 19 e 20 de maio traz a mesa redonda "A reabilitação na microcefalia e a necessidade de integração dos profissionais de saúde: estamos prontos? ".
O congresso tem como tema central "A integralidade da Fisioterapia e os novos rumos da ciência e prática clínica" e tem como objetivo promover a expansão da área da Fisioterapia no Estado do Rio Grande do Norte. Os participantes contarão com uma programação completa, que inclui várias atividades cujo objetivo é promover a troca de informações e conhecimentos entre estudantes, professores, profissionais da área da Fisioterapia e saúde em geral.
As palestras, mesas redondas e apresentações de trabalhos científicos acontecem no Centro Municipal de Referência em Educação Aluízio Alves – CEMURE, já os minicursos serão realizados na Estácio Ponta Negra.
As inscrições são abertas a toda a comunidade e podem ser realizadas através do site www.enafirn.com.br.

ASSESSORIA
Compartilhe no Google Plus