Brasil eliminará,em breve, os requisitos de visto para cidadãos dos EUA

Brasil eliminará em breve as exigências de visto para visitantes dos Estados Unidos, Canadá, Japão e Austrália, embora ainda não tenham sido anunciados cronogramas firmes.

Resultado de imagem para eua e brasil
Jornal da cidade online

O ministro do Turismo do país, Marcelo Alvaro Antonio, disse na quarta-feira que a decisão veio do recém-eleito presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, como parte do esforço do Ministério das Relações Exteriores para impulsionar a indústria de turismo do país.

"O [governo anterior] tratou os Estados Unidos como um adversário, mas não o nosso governo", disse Antonio. "O presidente Bolsonaro quer abraçar os Estados Unidos como parceiro do Brasil".

Bolsonaro assumiu o cargo em 1º de janeiro, e a iniciativa do não-visto faz parte do plano de seu Ministério das Relações Exteriores para seus primeiros 100 dias no cargo. Bolsonaro venceu sua eleição em uma campanha populista de direita, destituindo com sucesso o Partido dos Trabalhadores, de esquerda, que controla o governo brasileiro há 13 dos últimos 15 anos. Bolsonaro, um admirador vocal de Trump, tem trabalhado ativamente para realinhar o Brasil com os Estados Unidos, afastando-se do foco do governo anterior em fomentar relacionamentos com outras economias em desenvolvimento.

Sob o governo do Partido dos Trabalhadores , os americanos tiveram que passar por rigorosos requisitos de visto para entrar no Brasil, espelhando a experiência de brasileiros que buscavam vistos de entrada nos EUA: um visto de turista brasileiro custa US $ 44 para entrada de dois anos, ou US $ 160 para dez anos entrada.

Embora o Brasil tenha a maior economia da América Latina, sua indústria de turismo está muito aquém do seu potencial. A nação atualmente recebe 6,6 milhões de turistas estrangeiros por ano; em comparação, apenas a cidade de Nova York teve mais do que o dobro de visitantes em 2017. O Brasil espera dobrar o número de visitantes internacionais anuais até 2022, e a eliminação dos vistos turísticos para países selecionados deve ser um longo caminho rumo a essa meta. O Ministério do Turismo também planeja dobrar seus gastos em propagandas internacionais de turismo, para mais de US $ 34 milhões até 2023.

The Points Guy
Compartilhe no Google Plus