Ministério da Saúde anuncia quarta dose de vacina contra Covid-19 para pessoas acima de 40 anos


Imagem: Marcelo Camargo - Agência Brasil

O Ministério da Saúde anunciou nesta segunda-feira (20) a segunda dose de reforço, ou quarta dose, da vacina contra a Covid-19 para pessoas acima de 40 anos. Agora, a população dessa faixa etária pode procurar os pontos de aplicação do imunizante desde que tenha recebido a primeira dose de reforço há, pelo menos, quatro meses.

A pasta estima que quase 9 milhões de pessoas já estão aptas no Brasil para receber esse novo esquema vacinal. São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e Bahia são os estados com maior número de pessoas que já podem buscar esse reforço.

Para quem recebeu a primeira dose da vacina da Janssen, o esquema é diferente. Com as novas mudanças divulgadas pela Saúde, as pessoas acima de 18 anos que receberam esse imunizante estão aptas para receber o segundo reforço, ou seja, a terceira aplicação. Aqueles acima de 40 anos podem receber o terceiro reforço, completando então quatro doses totais aplicadas. Confira:






Cássia Rangel, diretora do Departamento de Imunização e Doenças Transmissíveis do Ministério da Saúde, ressaltou durante o anúncio da ampliação como está o programa vacinal contra a Covid-19 hoje para todas as idades.

“O segundo reforço agora, a partir de hoje, está aberto para a população de 40 a 49 anos, que também vai completar até quatro doses da vacina. De 18 a 39 anos, mantém o primeiro reforço. Ainda tem uma população grande com doses em atraso em relação a esse primeiro reforço. E de 12 a 17 anos, que é a vacinação de adolescentes, continuam duas doses mais uma dose de reforço. E para a população pediátrica, de 5 a 12 anos, ainda o esquema sem nenhum reforço.”

Segundo ela, as análises técnicas da pasta deixaram claros os benefícios da vacina contra o avanço de casos graves do novo coronavírus. “A gente vê claramente que pessoas não vacinadas tiveram risco de ter Covid grave ou de morte de cerca de seis a nove vezes mais do que as pessoas vacinadas, durante os primeiros meses de 2022. De 18 até 59 anos, a gente tem uma proteção de nove vezes mais em relação àquela população que não tomou as vacinas”, disse.

Quem também ressaltou a importância de procurar os postos de vacinação foi Arnaldo Medeiros, secretário de Vigilância em Saúde do ministério. “A vacina boa é aquela que é aplicada no braço. Os trabalhos, os estudos, mostram o efeito protetor que a vacina tem nos casos de complicação, de agravamento, por Covid-19. Os estudos mostram que, independentemente do intervalo etário ao qual foi analisado, a vacina protege com relação aos casos mais graves.”

Uma das pessoas que agora já pode ter essa proteção maior é Eliana Maria de Souza, moradora do Distrito Federal. Com 49 anos, ela entrou no cronograma vacinal da população que vai receber a quarta dose. “Gostei muito do anúncio. É uma maneira da gente se proteger mais, se imunizar mais. Graças a Deus diminuiu bastante as mortes, mas tem muitas pessoas sendo contaminadas ainda. Acho que uma maneira da gente se proteger é tomando essas doses de reforço, super acredito nisso. Vou tomar, vou me proteger, vou proteger a minha família e acho que todos deveriam fazer a mesma coisa”, conta.

Fonte: Brasil 61
Compartilhe no Google Plus