Meia Maratona do Sol ganha as ruas da capital potiguar

Prova aconteceu neste sábado (21) e reuniu 7,6 mil atletas


Mais de 7,6 mil de corredores de rua percorreram importantes avenidas de Natal na tarde deste sábado (21) na sexta edição da Meia Maratona do Sol, espalhando um mar de gente pelas principais vias da cidade. Pontualmente às 16h, os atletas da categoria Pessoa com Deficiência deram início à prova de 21km, seguidos pelos inscritos na categoria geral nesse percurso oficial, que teve novamente mais de 3 mil pessoas competindo este ano. Esta é a segunda vez que a categoria 21km chega a esse montante de inscrições nos seis anos de realização do evento esportivo.

Com o tempo de 1h13, o potiguar Josenildo da Silva Paes venceu a categoria geral 21km masculino. "Vim de Nova Cruz e é sempre muito bom competir, é a primeira vez que venço a Meia do Sol, a emoção é muito grande", comemorou. Liciane Vanessa de Oliveira Correia Melo é a vencedora da categoria geral 21km feminino, ela completou o percurso em 1h37. "Vim do Paraná para participar de um congresso de Educação Física e acabei ficando para a Meia do Sol. É a primeira vez que corro aqui, não conhecia o trajeto, mas fui à Expo e me informei bastante, peguei boas dicas lá. Corro desde 2016 e foi muito emocionante correr e vencer aqui. A partir do quilômetro 12, quando ultrapassei a primeira colocada até então, foi um misto de alegria, choro, emoção demais", contou.

No percurso 10km masculino, o atleta Adriano José dos Santos completou o percurso em 34’02” e ficou com o primeiro lugar. "É a segunda vez que disputo a Meia do Sol e a primeira vez que venço. Tive uma preparação bem focada para essa corrida. Corro há 12 anos e para mim significa saúde", disse. Carliane do Nascimento Alves realizou a prova em 42'02” e alcançou o ponto mais alto do pódio na categoria 10 km feminino. “É a terceira vez que corro, sendo a primeira vez no topo do pódio. A sensação é de superação. O percurso foi bom, consegui fazer sem problemas. Não pretendo parar de correr tão cedo”, revelou.

O menor percurso da Meia do Sol é o de 5 km. Na categoria masculina desse trajeto, o paraibano Adriano da Silva Borges ficou em primeiro lugar com o tempo de 16’49’’. “É a segunda vez que corro a Meia do Sol. A prova foi bem disputada, mas o esforço valeu a pena. A organização está de parabéns, pretendo voltar”, declarou. Já na categoria feminina, Lucineide Ferreira, que correu pela quarta vez no evento, conquistou o primeiro lugar com 20’57” de prova. “Estou feliz demais por ter ganho. Essa vitória traz motivação, saúde, inspiração. Pretendo correr até 99 anos e se até lá eu ganhar saúde, já está ótimo”, revelou Elisângela.

Além dos atletas que buscam o pódio, há ainda as histórias de quem participa da Meia do Sol em busca de saúde e de superar seus próprios limites. O casal carioca Regiane e Wallace correu 5km junto da filha, que foi no carrinho infantil. “Sempre pratiquei esportes e quero transmitir isso para ela. É muito bom ter a sensação das pessoas nos apoiando quando nos veem juntos com nossa filha. Ela corre comigo desde os três meses, hoje já tem cinco anos”, comentou a mãe.

O pernambucano Bruno Rafael Campelo da Silva participou da Meia do Sol pela terceira vez e correu 21km. “Muita gente fala que o percurso é pesado, mas o segredo é se superar, conhecer o trajeto. Durante a semana da prova eu me preparei bastante e isso me garantiu um bom resultado”, frisou.

O resultado completo está disponível no site: www.chiptiming.com.br.

Limpeza pós-prova

Mais de 70 pessoas iniciaram a limpeza do percurso ainda durante a corrida até as 19h, quando o trajeto é liberado ao trânsito normal de veículos. Nesse momento, o trabalho de recolhimento de lixo é interrompido em virtude do próprio trânsito das vias, mas as equipes de limpeza da Meia do Sol caem em campo novamente a partir das 5h da manhã do domingo para entregar as vias completamente limpas e reordenadas.

21km com maior número de atletas

Com mais de 3 mil inscritos, a prova de 21km, principal percurso da Meia do Sol, está consagrada. “Esse número crescente demonstra que os competidores de todo o Brasil estão atentos aos eventos esportivos que possuem distâncias maiores e apresentam uma excelente estrutura como a nossa”, afirma Gabriel Negreiros, um dos organizadores.

Prova disso é o índice de 87% de ocupação da rede hoteleira atingido para esse fim de semana, segundo dados da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do RN (ABIH/RN).

Estrutura internacional

Mais de 400 pessoas trabalharam para garantir a melhor experiência para os corredores de rua. Para conquistar este objetivo, mais de 100 mil copos de água e 25 mil frutas estiveram à disposição dos inscritos. Além disso, o evento contou com massagem-pós prova com uma equipe de fisioterapeutas e todo aparato de médicos, bombeiros e outros profissionais para atender prontamente os atletas.

“A Meia do Sol está consagrada: é a maior e mais bonita do Nordeste. Estamos felizes com os números e com a participação de atletas de todos os estados e já na expectativa para a próxima edição”, finaliza Gabriel Negreiros.

Consolidada como uma das mais importantes do país, a prova já tem data marcada para acontecer em 2020: será realizada no dia 19 de setembro.

A Meia Maratona do Sol é organizada pela HC Sports com o patrocínio do Instituto de Radiologia/ Grupo Fleury, Arena das Dunas, Holiday Inn, Potigás, Cristalina, Nagem e Sempre Verde Hortifruti, com apoio da Crion Eventos, Café Santa Clara, WM, Infinity Energy Drink, ABIH/RN e YoPro.
Compartilhe no Google Plus