Os 60 anos dos quadrinhos potiguares serão comemorados em grande estilo




Em comemoração aos 60 Anos da produção de Histórias em Quadrinhos (HQs) no RN a Gibiteca Potiguar do Centro de Estudos e Biblioteca Escolar Prof. Américo de Oliveira Costa e o Projeto Diálogos com os Quadrinhos estarão promovendo ao longo de todo o mês de novembro o I Encontro Metropolitano de Arte Sequencial (EMAS). Um evento inédito no nordeste, tanto no tocante a sua duração, quanto pela natureza de sua proposta. Pela primeira vez, a nona arte potiguar será foco de discussões nos campos político, educativo, sociocultural, midiático e artístico, fora do espaço acadêmico e aberto à comunidade em geral.

Serão mais de 140h de atividades culturais gratuitas, estando às atrações concentradas no período de 04 a 08/11, nos turnos matutino e vespertino. Estão previstas a realização de palestras, rodas de conversas, oficinas, sala para leitura, exibições de filmes, exposições de artes visuais (gráficas e pirogravura), apresentações culturais e feira de quadrinhos e fanzines. Permitindo ao público visitante conhecer a história das HQs potiguares, títulos, personagens, nomes e rostos de seus produtores.

Além de sete exposições permanentes e da exibição de dez blockbusters do cinema de super-heróis, merecem destaque na programação os palestrantes que irão abrilhantar as manhãs da primeira semana do evento: os chargistas, Brum (Tribuna do Norte, Jornal de Hoje e Mad) e Ivan Cabral (TVU, O Novo Jornal e Diário de Natal); o Dr. Francisco Micussi e o quadrinista Anderson Gomes (autores de Hivinho e Hígida); os quadrinistas locais, Renato Medeiros, Rodrigo Xavier e Marcos Guerra; as ilustradoras, Thayná Almeida e Luna Félix; os professores e pesquisadores dos quadrinhos na educação, Ana K. Azevedo, Ângelo Rocha e Filipe Viana; os ilustradores Robson Terto e Yuri Pablo e o músico e quadrinista de Ceará-Mirim, Ruy Lima Bluesboy.

O evento também terá uma programação paralela, destinada a atender tanto aos usuários regulares da Gibiteca Potiguar, quanto aos produtores de quadrinhos do Estado. Para os alunos da Gibiteca haverá oficinas temáticas com artistas profissionais convidados e para os quadrinistas haverá um Fórum para se discutir temas pertinentes à categoria, como um calendário local para 2020 e a programação do próximo EMAS.


O idealizador e coordenador geral do EMAS, é o professor e historiador, Beto Potyguara que há mais de 10 anos se dedica a pesquisa sobre o uso de artes gráficas no ensino e atualmente desenvolve uma formação continuada para professores em parceria com a Gibiteca Potiguar. Segundo ele, “A utilização da Ema como mascote não foi motivada apenas pelo trocadilho, presente na sigla, mas pelo fato desta ave ser o animal símbolo do Estado do Rio Grande do Norte!”.

O maior diferencial do EMAS, portanto, será o seu viés político e educativo. Onde haverá um trabalho de conscientização para que o público leigo reconheça que as HQs não são “uma coisa apenas para crianças” e que elas não se limitam apenas a Turma da Mônica, aos Mangás e aos Super-Heróis. Passando a conhecer e a valorizar a história e a produção sexagenária desse gênero textual em terras potiguares. Só assim, é que paulatinamente, um público consumidor poderá ser criado e um mercado local estabelecido.

De posse dessa audaciosa proposta e nobre missão, o EMAS se prepara para fazer história a partir de 04 de novembro.

SERVIÇO:
O QUE: ENCONTRO METROPOLITANO DE ARTE SEQUENCIAL - EMAS
ONDE: Centro de Estudos e Biblioteca Escolar Prof. Américo de Oliveira Costa, localizado na AV. Itapetinga, 1430, Conj. Santarém, Potengi, Natal/RN.
QUANDO: 04 a 29 de novembro, das 8h às 17h.
CONTATO: gibitecapotiguar@gmail.com

Compartilhe no Google Plus