Confira 7 dicas para trabalhar em casa

Saiba como o coronavírus afeta a rotina de trabalho das pessoas e aproveite essas sete dicas para trabalhar em casa.


Coronavírus muda a rotina das pessoas e impulsiona Home Office: Confira 7 dicas para trabalhar em casa

Surtos de doenças infecto-contagiosas afetam a economia porque o número de pessoas circulando nas ruas diminui. 

Dessa forma, a produção e consumo tanto de serviços quanto de produtos também é reduzida. Isso reflete nos preços e funcionamento do mercado. Por isso, é importante se prevenir no caso do novo coronavírus, o qual é altamente contagioso e possui uma rápida propagação entre as pessoas.

Esse quadro levanta um sinal de alerta em primeiro lugar em relação a saúde pública. Os grupos de risco que buscam atendimento médico em larga escala, sem haver estrutura para algo dessa proporção e aqueles que não correm tanto perigo, ainda assim são vetores da doença. Ou seja, podem transmitir para quem é mais sensível.

Por isso, existe a recomendação e um esforço do poder público e das empresas privadas para que as pessoas permaneçam em casa e saiam para as ruas o mínimo possível. A redução drástica de circulação de pessoas em vias públicas ajuda a diminuir o contágio e evita que a doença se espalhe tanto, diminuindo um pouco o contágio.

Outro setor que gera preocupação além da saúde pública é a economia. Menos pessoas nas ruas significa menos consumidores e trabalhadores. Ou seja, a quantidade de gente produzindo bens e serviços reduz muito com essas medidas de prevenção, o mesmo acontece com o número de pessoas consumindo esses itens.

Embora seja muito importante seguir rigorosamente as recomendações de prevenção evitando contato com outras pessoas, também é necessário encontrar uma forma de contornar a questão econômica. Com medidas alternativas para os trabalhadores, a produção não precisa parar completamente. 

Uma alternativa para lidar com os dois problemas ao mesmo tempo é o modelo de home office. Isso significa realizar o trabalho em casa utilizando internet, dessa forma os empregados não precisam frequentar ambientes fechados com outras pessoas. Essa é uma forma de permanecer em casa, ficando em segurança e seguindo as instruções de prevenção sem deixar de produzir.

O modelo de trabalho brasileiro

Nossa sociedade está acostumada com um modelo de trabalho presencial em instituições, escritórios e empresas, por exemplo. Questões burocráticas e reuniões são feitas no ambiente de trabalho. 

Diariamente, grande parte dos trabalhadores se desloca de sua casa para o trabalho, passa todo o período de suas atividades no local de seu emprego e retorna para o seu lar no fim do dia. Nas grandes cidades uma parcela significativa dessas pessoas se locomove ao mesmo tempo utilizando o transporte público.

Embora esse sistema limite o trabalhador a um ambiente e horário, essa é a forma que a maioria dos empregadores preferem adotar.

A tendência do Home Office

Mesmo não sendo uma prática comum, alguns empreendedores já adotavam aos poucos o trabalho Home office. Isso acontece ao liberar alguns dias na semana para o empregado trabalhar em casa. Pode existir até mesmo casos em que a pessoa é contratada para exercer sua função exclusivamente assim, dependendo da área e da função que ela exerça. 

Com a iminente crise na área da saúde decorrente do surto do novo coronavírus, muitos empregados foram dispensados das empresas para trabalhar em casa. 

Essa decisão tem o objetivo de diminuir o número de pessoas juntas em um único ambiente. Medidas assim podem ser muito eficazes no combate a disseminação da doença e ainda ajudar a manter a produtividade e a economia girando.

Isso faz do Home Office uma tendência, principalmente por causa da flexibilidade desse tipo de trabalho. Mas, para desempenhar as atividades dessa forma é preciso ter atenção para que o resultado seja positivo. 

Para quem nunca trabalhou no modelo Home Office e está um pouco perdido, daremos sete dicas para você se adaptar o mais breve possível.

1 - Ambiente de trabalho

Quando alguém faz Home Office, apesar de trabalhar em casa, é muito importante que a pessoa tenha um ambiente específico para desenvolver suas atividades laborais. Isso a ajuda a separar as tarefas domésticas dos compromissos relativos a sua função e ter um bom desempenho, além de manter você focado.

Uma dica é separar um espaço na casa para realizar o trabalho e o manter apenas para esse fim, sem interferência de outras atividades. Por exemplo, uma mesa somente com os materiais necessários. É importante que esse local seja arejado e silencioso para auxiliar a concentração do trabalhador.

2 - Organização

Depois de escolher o espaço da casa a ser utilizado é preciso organizá-lo. Para isso, essa pessoa deve separar tudo o que será usado ao longo de sua jornada de trabalho e não misturar objetos de tarefas domésticas no local. Assim poderá manter o foco de sua atenção na atividade que irá desenvolver.

A limpeza e organização deve ser diária antes de iniciar as atividades. Manter o local arrumado é importante para que não haja distrações. Afazeres domésticos precisam estar em dia para que a preocupação desse trabalhador seja apenas os compromissos de seu serviço. Isso ajuda a manter o foco e obter um bom rendimento ao longo do período necessário.

3 - Disciplina

Ter disciplina é importante em qualquer situação. O ambiente doméstico possui diversas situações que podem causar distrações como animais domésticos, televisão e outros meios de lazer, até mesmo as próprias atividades cotidianas. Por esse motivo é ainda mais necessário ser disciplinado quando se trabalha em casa.

É preciso definir o que deve ser cumprido naquele dia e manter o foco. Algumas pausas ajudam a se concentrar, pois o trabalho contínuo pode ser muito cansativo. Da mesma forma que o trabalhador faria intervalos na empresa ele pode fazê-los ao trabalhar em casa. Porém, é importante ter metas de intervalos e cumprí-las.

Esse é um ponto fundamental, pois, o trabalho feito em casa, gera uma série de tentações, como navegar nas redes sociais, tirar um cochilo de tarde ou ver aquela série na Netflix. Por isso, estabelecer metas e ter disciplina para cumpri-las é fundamental para o sucesso do modelo Home Office.

4 - Rotina

Ter uma rotina regular ajuda a manter o foco nos compromissos diários, sejam eles domésticos ou não. Isso inclui horários estabelecidos para cada atividade, para iniciar e encerrar as tarefas do emprego, além de momentos de descanso e refeições. Esse costume vai auxiliar ao simular a rotina nas empresas e evitar dispersão.

O hábito de seguir horários ajuda a manter o trabalhador organizado. Embora o ambiente doméstico permita iniciar e encerrar o expediente de forma mais flexível, é importante criar uma sequência de tarefas e momentos adequados para cada uma. Assim será mais difícil esquecer um compromisso ou se distrair com fatores alheios.

5 - Reuniões online

Uma dica para quem trabalha em casa é realizar as reuniões por meio de videochamada. Assim é possível visualizar os outros enquanto a conversa acontece.

Algumas coisas precisam ser discutidas entre um grupo de pessoas e a melhor forma disso acontecer sempre será visualmente. Isso porque um texto nunca vai passar a mesma intensidade e intenção que a expressão facial. Por isso é muito válido ver as pessoas no momento de conversar sobre assuntos importantes e a videochamada é uma ótima alternativa.

6 - Planejamento

O dia de trabalho precisa estar planejado, considerando as atividades do próprio emprego e as atividades do lar. Para isso basta um momento após o expediente, a noite, por exemplo, no qual a pessoa vai olhar para o dia seguinte e programá-lo.

Isso significa separar um tempo apenas para estipular os horários de trabalho, descanso, alimentação e lazer do dia seguinte. Assim, ao acordar, já vai existir um cronograma a ser seguido sem a necessidade de perder um tempo produtivo fazendo isso antes de iniciar a jornada de trabalho. 

7 - Autoconhecimento

Por fim, mas não menos importante, quem vai realizar um trabalho Home Office precisa conhecer bem como sua mente e corpo funcionam. Esse autoconhecimento é essencial para estabelecer um cronograma eficiente do dia de trabalho, assim como organizar as tarefas daquele dia.

Algumas pessoas realizam as tarefas com maior disposição no período da manhã. Outras são mais produtivas a tarde. 

Esse autoconhecimento aliado com a flexibilidade de horário do Home Office permite que a pessoa organize suas atividades de acordo com seu rendimento. Além disso, é importante lembrar de realizar pausas regulares.
Novas perspectivas de trabalho

A necessidade de se manter afastado do ambiente de trabalho para ajudar questões de saúde pública levou algumas empresas a adotarem o modelo de Home Office. 

Isso traz uma nova perspectiva de comportamento ao mostrar que é possível desempenhar um bom serviço mesmo trabalhando em casa.

Segundo Alex Vargas do NucleoExpert e especialista em Marketing Digital há mais de 15 anos, o home-office já era uma tendência antes mesmo desta crise, e afirma que esta crise vai ampliar e consolidar esta modalidade de trabalho. 

Com bons resultados, essa prática pode crescer. Especialmente por otimizar as atividades durante o turno daquele empregado. Sem a necessidade de se locomover até o ambiente de trabalho na instituição física, essa pessoa vai começar sua jornada descansada e disposta.

As possibilidades de horários com início e encerramento mais flexíveis são boa para ambos os lados. 

O empregado tem certa liberdade para criar seu sistema de organização e o empregador não precisa substituir aquela pessoa ou arcar com o prejuízo em um dia que o empregado precisar faltar, por exemplo. 

Se for necessário, o trabalhador por encaixar outro compromisso em um horário diferente do seu dia sem comprometer a funções do emprego.

Com tudo isso, o cenário e o modo de se trabalhar está constantemente mudando e se adaptando conforme as novidades da tecnologia e as tendências do mercado para o desenvolvimento das empresas. Isso, claro, levando em conta o bem-estar e produtividade dos empregados. 
Compartilhe no Google Plus