Turismo potiguar é promissor para economia brasileira

Quando o assunto é turismo, o Brasil distingue-se dos demais países pelos seus recursos naturais, diversidade cultural e povo acolhedor. Com um potencial sem precedentes, o país vê o crescimento turístico internacional como uma realidade, o que contribui positivamente para a sua economia, cultura e sociedade. Entre alguns dos destinos brasileiros mais procurados está o Rio Grande do Norte que, tal como o país, apresenta um futuro promissor.

Foto: Pxhere

O cenário brasileiro é favorável com o setor turístico a englobar diferentes ramos da economia, através de empresas de distintas dimensões, contribuindo para a estrutura monetária do país. Segundo dados da Organização Mundial do Turismo (OMT), o turismo internacional no Brasil vem crescendo ano a ano e, em média, cada turista gasta US$ 53,96 por dia durante a sua estadia no país. Além disso, o Expedia divulgou que a procura de estadias brasileiras aumentou em 30%, tanto para turistas nacionais como internacionais.

Os números do Rio Grande do Norte

Fixado no cotovelo do Brasil, o Estado de Rio Grande do Norte destaca-se no Nordeste brasileiro pelas suas praias e riqueza ambiental. Apesar dos seus destinos mais procurados serem Natal e São Miguel do Gostoso, a região conta com espaços de visita obrigatória como Maracajaú, Tourinhos ou Dunas do Rosado.


Entre os mais variados tipos de turismo podem ser encontradas motivações como lazer, saúde ou negócios. Porém, no Estado potiguar, o turismo de natureza é essencial para dinamizar as atividades econômicas da região e atrair investidores, como já noticiamos anteriormente em 
https://www.diariopotiguar.com.br/. Através de políticas de promoção turística, o Estado pretende chegar a novos mercados e apostar na sua internacionalização, com uma imagem que parte de dentro para fora.

A Secretaria de Estado do Turismo e Empresa Potiguar de Promoção Turística (Emprotur) fez um balanço do setor relativo a 2019, por comparação a 2018, que se refletiu em números como um aumento de 14% em pousos e decolagens, e 12% na entrada de turistas internacionais na região — foram 27.009 turistas em 2019, contra os 23.748 do ano anterior. No que se refere a deslocação de aeronaves, o aumento foi de 44%.

Iniciativas do turismo potiguar

Para agilizar ao máximo estes dados e, consequentemente, incrementar a economia, inúmeras iniciativas regionais são criadas pelo Estado. O Programa Turismo Cidadão é uma das mais recentes, desenvolvido em agosto e implementado em setembro deste ano. Este projeto vai operar numa fase inicial de três meses com a finalidade de estimular o turismo através de um programa fiscal intitulado de Nota Potiguar, que funciona por meio de troca de pontos acumulados por serviços ou descontos em, por exemplo, diárias e passeios. Desenvolvida através de uma parceira entre a Emprotur e as Secretarias Estaduais de Turismo e Tributação, a iniciativa demonstra especial preocupação com as questões sanitárias ao aderir unicamente a hotéis e pousadas que estejam certificados pelo selo “Turismo + Protegido”.

No panorama do digital o Estado teve igualmente que se adaptar por meio de projetos que acompanhassem a evolução tecnológica. O Rio Grande do Norte entrou recentemente neste mercado através da primeira feira virtual de negócios relacionados aos turismo. A proposta visa criar conexões no segmento e impulsionar o desenvolvimento de pacotes de viagens. Além disso, esta rodada virtual contou com a presença de 20 empresas detentoras do selo RN+Protegido.

Numa realidade em que todos os setores se converteram ao virtual, o turismo não foi exceção. A industria do iGaming é outro exemplo desta adaptação: permitem acessar a jogos como roleta, blackjack ou até jogos ao vivo através de plataformas inteiramente online como explicado em https://www.casinos.pt/jogos/. Seguindo esse exemplo, surgiram as experiências de turismo imersivo, com o objetivo de oferecer tours virtuais para aqueles que desejam conhecer o mundo sem sair de casa, como nas iniciativas Viaje em Casa e Crystal Home. Também os museus brasileiros aderiram ao digital, prontos para contar as suas histórias no virtual. Se quiser visitar o Museu de Arte de São Paulo ou o Museu Imperial, por exemplo, pode fazê-lo a partir das tours online que estes museus disponibilizam.

De uma outra perspectiva, parte do desenvolvimento turístico da região advém de iniciativas mais antigas, mas igualmente eficazes, como acontece com os serviços proporcionados pela empresa Potiguar Turismo. Este projeto encontra-se no mercado desde 1997 e caracteriza-se pela sua criatividade na abordagem turística, providenciando aos turistas que os contatam com uma frota completa de micro-ônibus, vans, doblôs e ônibus climatizados, para conhecerem o Estado.

Deste modo, o conceito de turismo é alvo de uma constante evolução que se reflete na necessidade dos países se adaptarem a novos desafios todos os dias. Com vantagens econômicas, culturais e sociais, este setor encontra-se em forte desenvolvimento no país através de projetos emergentes.

Compartilhe no Google Plus