Diagnóstico conjunto com tratamento do câncer, Teranóstico é tema de evento em Campinas (SP)

Tecnologias da Medicina Nuclear como PET/CT e SPECT/CT oferecem maior precisão no diagnóstico e tratamento de tumores

O Teranóstico é tema do XV Simpósio Professor Edwaldo Camargo -- PET/CT e SPECT/CT em Oncologia, que acontece nos dias 25 e 26 de março de 2022, em Campinas/SP (Vitória Hotel Concept Campinas -- Av. José de Sousa Campos, 425). Uma realização do Grupo MND e da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), o evento aborda o uso de tecnologias da Medicina Nuclear, como o PET/CT e o SPECT/CT.

Segundo a Sócia-diretora do Grupo MND, médica nuclear do Hospital das Clínicas da Unicamp e Pesquisadora professora livre-docente em Medicina Nuclear da Unicamp, Drª Elba Etchebehere, Teranóstica é uma palavra que une as palavras Terapia e Diagnóstico e utiliza radiofármacos, elementos radioativos controlados, que realizam ambas as tarefas. “É como se o radiofármaco fosse inteligente o suficiente para encontrar o tumor e tratá-lo ao mesmo tempo”, complementa.

Para estudar o perfil da doença, equipamentos como o PET/CT e o SPECT/CT dão maior precisão e possibilitam ao médico nuclear trabalhar em conjunto com outros especialistas para diagnosticar e tratar cânceres como o de próstata, entre outros. “Essas são tecnologias promissoras nas quais a gente aposta hoje na Medicina”, afirma a médica nuclear.

A Drª Elba explica que o objetivo do evento é trazer o que há de novidades relacionadas ao Teranóstico no mundo: “Traremos alguns dos mais prestigiados pesquisadores para falar do Teranóstico, técnica que vem se mostrando importante no diagnóstico e no tratamento do câncer”.

A programação terá alguns dos mais renomados speakers internacionais da área da Medicina Nuclear, como Mike Sathekge (África do Sul), Onófrio Catalano (Estados Unidos) e Ulrke Carske Roman (Suécia). Multidisciplinar, podem participar médicos nucleares, radiologistas, oncologistas, radioterapeutas, urologistas, endocrinologistas, cirurgiões oncológicos, residentes e acadêmicos, também físicos, biomédicos e radiofarmacêuticos.

O Simpósio homenageia o Dr. Edwaldo Camargo, um dos pioneiros da Medicina Nuclear na América Latina e um dos responsáveis por lutar para que o radiofármaco PSMA-177Lu pudesse atender pacientes com tumores de próstata. Até que, em 2019, o composto químico foi liberado pela Agência de Vigilância Sanitária (Anvisa) para comercialização
Compartilhe no Google Plus