Madrasta é indiciada por matar enteada com chumbinho

Imagem: Reprodução (R7)

Inquérito revelou que Cintia Mariano simulou tentativa de suicídio com chumbinho após pai de Bruno e Fernanda se separar dela

A Polícia Civil do Rio indiciou Cintia Mariano pelo envenenamento dos enteados Bruno e Fernanda Cabral, de 16 e 22 anos. Ela vai responder por tentativa de homicídio contra o adolescente e homicídio consumado contra a jovem, ambos qualificados pelo emprego de veneno. O delegado Flávio Rodrigues também pediu a prisão preventiva da acusada.

Bruno e Fernanda foram envenenados

Fernanda morreu no dia 27 de março, depois de 13 dias internada após consumir comida feita pela madrasta. Já Bruno foi internado dois meses depois, em 15 de maio, com os mesmos sintomas da irmã, mas recebeu alta no dia 18. Segundo a polícia, Cintia serviu a ele feijão com chumbinho.

De acordo com o inquérito, Adeílson, pai dos jovens, se separou de Cintia assim que foi apontada a suspeita de envenenamento. Em depoimento, Lucas, filho da acusada, disse que recebeu uma ligação da advogada dela pedindo para ajudar no socorro porque a mãe teria ingerido chumbinho em uma tentativa de suicídio.

Com informações do R7 | Matéria completa aqui

Compartilhe no Google Plus