Novo teste para a Varíola dos Macacos é apresentado à Anvisa - Saiba mais sobre a doença

Imagem: Divulgação

De acordo com informações da Anvisa - Agência Nacional de Vigilância Sanitária, foi recebido um novo pedido para um possível registro de um teste para a Varíola do Macaco. Segundo apurou o Diário Potiguar, o teste se chama, em resumo, Monkeypox Kit.
  • Empresa apresenta pedido de registro
A empresa "Comércio e Indústria de Produtos Médico-Hospitalares e Odontológicos Ltda", apresentou tal pedido para o Monkeypox Virus Nucleic Acid Detection Kit.

Ao que parece o pedido foi realizado na última terça-feira 2/8/2022.
  • Aprovação
Para ser aprovado o pedido do novo teste deve passar pela avaliação e análise de uma equipe da Anvisa para saber se são confiáveis os resultados.
  • O que é a Varíola dos Macacos
De acordo com a Biblioteca virtual do Ministério da Saúde A varíola dos macacos é uma enfermidade classificada como zoonose viral que é quando um vírus é transmitido ao ser humano através dos animais. O vírus em questão é o monkeypox. Ele pertence ao gênero do orthopoxvirus. Como mostra a Parâmetro Saúde Brasil.  
  • Quais os sintomas
Os sintomas dessa variante são muito semelhantes aos da varíola tradicional, no entanto segundo a Organização Mundial de Saúde  - OMS, existem diferentes sintomas relacionados à casos prováveis, suspeitos ou confirmados. A Organização começa a considerar suspeito para quando qualquer pessoa apresente pústulas, que são "bolhas", na pele de forma aguda. 

Em caso de sintomas adicionais como dor de cabeça, febre acima de 38,5°C, linfonodos inchados, dores no corpo, nas costas e fraqueza é necessário fazer exame para confirmar ou descartar a doença.
  • Em resumo os sintomas são:
  • Pústulas (bolhas) 
  • Início de Febre acima de 38,5°C (Febre alta) 
  • Dor no corpo (Mialgia)
  • Fadiga
  • Dor de cabeça
  • Cansaço
  • Dor nas costas 
  • Aumento dos gânglios linfáticos
  • Varíola dos Macacos no Brasil
    De acordo com dados coletados no Ministério da Saúde, mais de 2 mil (em torno de 2.004) casos de varíola dos macacos foram registrados no país. Ainda há muitos suspeitos sendo avaliados.  
Compartilhe no Google Plus