Ciro Gomes será processado por comunidade judaica por antissemitismo

A Confederação Israelita do Brasil (Conib) considerou que o ex-governador Ciro Gomes foi antissemita ao associar judeus à corrupção em entrevista

Reprodução/Globonews
Entidade já havia advertido Ciro Gomes anteriormente

A Confederação Israelita do Brasil (Conib) anunciou por meio de nota que vai acionar o ex-candidato à Presidência Ciro Gomes (PDT) na Justiça por antissemitismo. A Conib foi motivada por um comentário de Ciro em entrevista ao site HuffPost Brasil .

“Agora Bolsonaro diz aos grupos de interesse o que eles querem ouvir. Por exemplo, para os amigos dele aí, esses corruptos da comunidade judaica, que acham que, porque são da comunidade judaica, têm direito de ser corrupto”, disse Ciro Gomes na entrevista.

A Conib já havia condenado declaração anterior do político na qual ele afirmou que Bolsonaro teria sido financiado pelo “ sionismo radical”.

“Mais uma vez, Ciro Gomes nos ataca de forma generalizada, agora chamando membros da comunidade de ‘corruptos’”, diz o comunicado divulgado pela Conib. “Não vemos Ciro ligar outras minorias ou grupos à corrupção no Brasil. Se pretende ser visto como um político despido de ódios e preconceitos, cabe ao ex-governador se retratar das infelizes declarações contra os judeus brasileiros”, completa.

POR ULTIMO SEGUNDO | IG
Compartilhe no Google Plus