Comerciantes estão raspando o "preço sugerido" do refrigerante, veja

Empresários estão raspando, com o intuito de apagar o "preço sugerido" gravado nas tampas dos refrigerantes. Um fato que está ocorrendo com frequência, pelo menos nos comércios da capital. Para ter uma idéia a marca Guaraná Antárctica teve vários produtos raspados. 

Foto da Internet (Esquerda) - Foto tirada pelo Diário Potiguar (Direita)
Em Neópolis, depois de uma denúncia, fomos até uma panificadora bastante conhecida e constatamos o fato. Até o momento não recebemos informações do que motiva os comerciantes a apagarem o preço sugerido. Por exemplo, no Guaraná de 600 ml tinha um preço sugerido na tampa, de aproximadamente R$ 3,49 mas esse é vendido bem acima do valor.


Preço sugerido divide opiniões

Essa prática de colocar na tampa o "preço sugerido" divide, e muito, opiniões. Para os comerciantes, fica difícil revender o produto pois, segundo alguns, consultados inclusive pelo site Reclame Aqui, os custos são elevados e fica difícil vender pelo "preço da tampa" o que pode causar aborrecimento para os clientes e dificuldades para os comerciantes. 

A prática de "preço sugerido", tampouco a raspada não é uma prática condenada por lei, ao pé da letra, porém, é necessário que as empresas fabricantes tenham um diálogo mais aberto com a cadeia de compra para evitar que esse tipo de situação não atrapalhem consumidores nem vendedores. De um lado os empresários que não conseguem colocar um valor lucrativo e de outro os consumidores que se sentirão com a sensação de estar comprando produtos bem acima do valor.
Compartilhe no Google Plus