Natal vai vacinar idosos em condomínios

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe foi suspensa temporariamente em Natal após o primeiro lote de vacina acabar em apenas três dias.

Imagem: Divulgação Saúde MG

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe foi suspensa temporariamente em Natal após o primeiro lote de vacina acabar em apenas três dias. Foram aplicadas mais de 71 mil vacinas no grupo prioritário, que inclui idosos e profissionais da área da saúde. O Ministério da Saúde enviou uma remessa de 168 mil doses a mais de vacina para a Secretaria do Estado de Saúde Pública, que foram divididas entre as Regionais de Saúde do Rio Grande do Norte.

A meta da Secretaria Municipal de Saúde é vacinar 90% dos 82 mil idosos de Natal até o fim da primeira etapa da campanha, em 15 de abril. Além das 63 salas de vacina públicas espalhadas pela cidade, a Prefeitura também organizou um chamado “drive-thru” na Arena das Dunas, onde os idosos podem ser imunizados sem sair do veículo.

A chefe do Núcleo de Agravos Imunopreveníveis do município de Natal, Vaneska Gadelha, fala sobre a paralisação temporária da campanha de vacinação.

“Infelizmente, a gente teve que dar uma parada na imunização devido à ausência do imunobiológico."

A partir de uma parceria firmada entre a Secretaria Municipal de Saúde e a Universidade Federal do Rio Grande do Norte, idosos poderão receber profissionais da saúde para tomar a vacina nos condomínios. Para isso, os síndicos devem preencher formulário com nome completo e data de nascimento dos interessados no site lais.huol.ufrn.br. Os agendamentos também podem ser feitos pelo telefone (84) 99229-6603.

Aqueles que não conseguirem receber a imunização em casa têm várias opções para se vacinar em Natal. São mais de 60 pontos de vacinação em Unidades Básicas de Saúde e pontos volantes, explica Vaneska Gadelha:

“Tentamos distribuir o máximo possível esses idosos nas 63 salas públicas de vacina de Unidades Básicas de Saúde e em mais quatro pontos volantes de amplo acesso, em locais diversos, para facilitar a vida desse idoso e sua imunização.”

A primeira fase da Campanha Nacional de Vacinação contra Gripe vai até o dia 15 de abril. No dia 16, começa a segunda etapa, em que o grupo prioritário inclui os membros das forças de segurança e salvamento, pessoas com doenças crônicas e condições clínicas especiais (hipertensos, diabéticos e pessoas com imunodepressão); funcionários do sistema prisional, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas e população privada de liberdade; além da inclusão do novo grupo de Caminhoneiros, motoristas de transporte coletivo e portuários. Essa etapa vai até o dia 8 de maio.

No dia 9 de maio tem início a terceira etapa, em que serão imunizadas gestantes, crianças de 6 meses a menores de 6 anos de idade, mulheres que tiveram filhos nos últimos 45 dias, professores da rede pública e privada, população indígena, pessoas com deficiência e adultos entre 55 e 59 anos de idade. A campanha termina no dia 22 de maio.

O Ministério da Saúde investiu R$ 1 bilhão na aquisição de 75 milhões de doses de vacina para serem distribuídas em 2020. A vacina é composta por vírus inativado e protege contra os três tipos de vírus que mais circulam no hemisfério sul: Influenza A (H1N1), Influenza A (H3N2) e Influenza B.

Em caso de fila, no posto de vacinação, mantenha distância de pelo menos 2 metros dos demais, principalmente os idosos.

E, para mais informações sobre a campanha nacional de vacinação contra a gripe, acesse: saude.gov.br/vacinabrasil


Compartilhe no Google Plus