Férias exóticas? Fomos para ISLÂNDIA!

 


Fotojornalista: Silvia Ponchon
Islândia, Jun/2022

Cansado de destinos tradicionais como Miami, Paris ou Roma? Que tal umas férias mais exóticas em um lugar paradisíaco? Se a proposta parece interessante, ISLÂNDIA pode ser seu próximo destino!

Como eu sei que nós brasileiros amamos futebol, então vou já responder sua dúvida: sim, eram os islandeses que foram os queridinhos da ultima Copa do Mundo! Agora descobrimos que não apenas o povo é extremamente simpático e receptivo, mas o país onde vivem tem paisagens deslumbrantes que vão fazer você parar para tirar uma foto a cada 2 minutos!

Essa viagem foi feita agora no verão, então contamos também com a possibilidade de ver o famoso “sol da meia noite”. E acredite, mesmo depois do pôr do sol, não se vê escuridão na Islândia durante todo o verão!



Camping Cars:

 


Acompanhamos nessa viagem duas brasileiras, a Cilésia e a Rosa, que alugaram um carro muito legal! Um 4x4 com uma barraca no teto! Típico na Islândia uma vez que existem campings em todos os lugares e facilita a logística para quem quer sair dirigindo e desbravando a ilha.

A barraca dos carros é super fácil de montar! E acredite, é sim confortável para dormir dentro delas. Com a quantidade de campings espalhados pela ilha se torna uma excelente opção (relação custo benefício) para quem quer dar a volta na ilha ou mesmo ficar apenas na parte sul. E para provar que não estamos mentindo, as meninas montaram a barraca em menos de 5 minutos!

 


Encontramos nos campings bastante suporte não apenas para tomar banho/banheiros, mas tambem na parte da cozinha com várias mesas e um ambiente aconchegante para quem quer passar a noite por lá.

Ao alugar um carro desses é possível ainda escolher alguns acessórios, entre eles equipamento básico de cozinha (pratos, copos, etc), mesa/cadeiras, saco de dormir, etc. Um kit completo para facilitar suas férias e permitir que você possa aproveitar a Islândia da melhor forma possível!

Quando você vai retirar o seu carro, a empresa explica tudo antes: como montar/desmontar a barraca e ainda melhor, te dão várias dicas de locais para ir, onde acampar, como acompanhar a situação das estradas e monitorar o tempo (que sim, muda muito rápido na Islândia).

Primeira parada: Cachoeira Seljalandfoss

A Islândia é um país com aproximadamente 10 mil cachoeiras, vamos falar nos nossos artigos das principais:

A Cachoeira Seljalandsfoss provavelmente será um dos primeiros pontos turísticos que você vai ouvir falar quando se trata da Islândia. As cachoeiras da Islândia são famosas em todo o mundo, mas a cachoeira Seljalandsfoss está no topo das listas. Ela fica no rio Seljalands, que desce do famoso vulcão Eyjafjallajökull!

Essa cachoeira é uma das principais atrações turísticas localizada na costa sul da Islândia. Uma maravilha natural espetacular que cai cerca de 60 metros abaixo. Seu principal atrativo? É possível caminhar por trás da cachoeira para vê-la de um ângulo completo de 360°!


Existe um caminho da base do penhasco (que sai do estacionamento) e leva para trás da cachoeira. Recomendamos que reserve um tempo e aproveite ao máximo a oportunidade de tirar algumas fotografias nessa paisagem única.

Seljalandsfoss tem sido um dos marcos mais famosos da Islândia desde que os turistas  começaram a visitar o país. É difícil não encontrar, pois a cachoeira está localizada logo na saída da estrada principal que circula a ilha (Ring Road 1). Pode ser facilmente visitada por quem está de carro ou mesmo com uma excursão saindo da capital Reykjavík.

Seljalandsfoss, juntamente com Skogafoss, é frequentemente incluída na rota do Círculo Dourado. O Círculo Dourado é a rota turística mais popular da Islândia, incluindo a área geotérmica de Geysir, a cachoeira Gullfoss e o Parque Nacional Thingvellir. Essas atrações são populares por um bom motivo, oferecem uma grande chance de ver belas paisagens e fenômenos naturais espetaculares. Vamos falar sobre cada um desses locais nos próximos artigos semanalmente publicados aqui.

O que vestir ao visitar a cachoeira Seljalandsfoss?

Se você pretende caminhar atrás da cachoeira, deve usar capa de chuva. A caminhada, sem dúvida, vai te molhar.  

Próxima parada: Glacier Lagoon

Já imaginou uma paisagem com enormes blocos de gelo flutuando em uma lagoa?

Blocos de gelo quebram constantemente da geleira Breiðamerkurjökull, e grandes icebergs flutuam em sua lagoa. A lagoa não é muito larga, mas tem até 250 metros de profundidade, o que a torna o lago mais profundo da Islândia.


Os blocos de gelo podem ser pequenos ou de até 30 m de altura, cada um tem uma forma única e a natureza cria esculturas de gelo verdadeiramente originais! Sua cor branca brilhante é marcada ainda por tons brilhantes de azul. Espetaculares sombras cinzentas, formadas pelas cinzas de erupções vulcânicas, cortam algumas delas. Algumas são luminosas como jóias de diamante, outras são mais opacas.

A lagoa glaciar não existia até 1934/35. Em 870 DC, quando a Islândia foi colonizada, a geleira Breiðamerkurjökull atingiu apenas 21 km da costa. Durante a mini era glacial de 1600-1900 avançou 20 km, quase atingindo o oceano. Desde 1920, as temperaturas mais quentes fizeram com que a geleira recuasse rapidamente, permitindo a formação da lagoa. 

A parte mais profunda do lago está, na verdade, muito perto de onde costumava estar o focinho da geleira. A partir de 1920, um número crescente de icebergs se formou e o lago começou a se desenvolver cerca de 15 anos depois virando uma das atrações turísticas mais fantásticas da Islândia, se você tiver sorte, pode ver ainda focas nadando entre os blocos de gelo. 

Fridheimar:

Hora do almoço? Fomos conhecer o Famoso restaurante Fridheimar!

Que tal um restaurante localizado em uma fazenda de tomates onde as mesas ficam entre as plantações? Encontramos o Fridheimar no meio do caminho e foi a melhor escolha da região!

Um restaurante com administração familiar e com uma comida maravilhosa!

Se você ama ou se você odeia tomates, não se preocupe! Você vai adorar o restaurante e todas as opções que o cardápio oferece! Não resistimos e provamos quase tudo! Alta qualidade e grande variedade de pratos desde entradas (sopa de tomate especialidade da casa), menu principal e sobremesas (que além de deliciosas são lindas sendo preparadas em potinhos como se fossem uma flor)!

Se você tiver mais tempo, o local conta tambem no verão com shows de cavalos islandeses além de uma lojinha onde você pode levar um pouco da Islândia para sua casa! Os funcionários do restaurante atendem com um clima familiar que vão fazer você se sentir em casa, mesmo sabendo que você esta em uma ilha quase do outro lado do planeta. O restaurante sempre está lotado, então é recomendável reservar com antecedência.

Você deve estar se perguntando como é possível cultivar tomates durante o ano todo em uma ilha onde o inverno é rigoroso e o verão não ultrapassa (geralmente) os 12° celsius. Desde que a família decidiu começar a cultivar tomates, construíram uma nova estufa de 1.000 m² com um sistema de iluminação completo. Como a horticultura sob iluminação artificial é altamente avançada na Finlândia, os proprietários fizeram visitas frequentes aquele país, onde se beneficiaram da colaboração de especialistas finlandeses.

Alguns anos depois construíram o centro equestre e serviços turísticos em Fridheimar. Foi construído um estábulo para 20 cavalos, com um picadeiro ao ar livre com arquibancada para até 120 pessoas. Em 2011, o espaço de cultivo foi ampliado em 60%, e as instalações para visitantes foram abertas no Átrio nas estufas.

Um local fantástico no coração do circuito dourado da Islândia que você não pode perder!

Laugarvatn Fontana: 
Pão assado em baixo da terra (underground bread)

Se você acha que vai para Islândia e vai comer um pão tradicional assado no forno (como no Brasil) está enganado! Não da para falar na Islândia e não comentar sobre a energia geotérmica da ilha. Sim, a água que vemos no chão literalmente fervendo que nos permite até cozinhar um ovo em poucos minutos permite assar também o famoso “underground bread” (pão assado em baixo da terra). 

Os islandeses ja provaram que aprenderam a viver em uma terra cheia de forças naturais radicais (podendo ser até devastadoras). E uma ótima maneira de ver essa integração da população com as forças da natureza, é provar o famoso pão assado em baixo da terra. Fomos conhecer a famosa Laugarvatn Fontana! 

É na margem de um belo lago que com uma simples pá os funcionários enterram (literalmente) em um buraco de aproximadamente 30cm as panelas de metal com a massa do pão dentro. Para não perder a localização, colocam sempre depois uma pequena pedra em cima de onde o pão foi enterrado. Por volta de 24h depois, desenterram e pronto, o pão esta pronto para ser saboreado preferencialmente com um pedaço de salmão e manteiga. Esse método vem de um tradição de família, passando entre as gerações.

Uma energia renovável:

Ao longo da história, os islandeses usaram as abundantes fontes termais de seu país para vários propósitos, principalmente cozinhar e lavar roupas. Ao longo do tempo, o recurso de energia renovável resistiu e foi usado também em aplicações mais modernas.

De acordo com a Autoridade Nacional de Energia da Islândia, a energia geotérmica atualmente é responsável por 66% do uso de energia primária do país e 25% de sua produção de eletricidade. Quase todas as piscinas e estufas do país são aquecidas com energia geotérmica, assim como nove em cada 10 residências.


É possível fazer um tour para conhecer todo o processo de produção do pão com mais detalhes, ver como eles enterram as panelas na beira do algo, e por fim, podemos provar o pão fresquinho recém saído do “forno”! Um tour fantástico que te permite ver de perto a força (e a calor) das águas termais da Islândia.
                                                                         

Quem tiver um tempinho sobrando, é possível também mergulhar na piscina de águas termais que eles oferecerem.

Sky lagoon:

Depois de um dia corrido e cheio de aventuras, nada melhor do que entrar em uma piscina e águas termais (entre 38° e 40°) na Islândia. E acredite, mesmo que esteja frio, chovendo, nevando ou com vento, nada disso vai atrapalhar seus planos! A água é tão quente e o ambiente tão impressionante que você nem vai reparar no frio. Fomos testar a Sky Lagoon, um local mais tranquilo, com uma vista maravilhosa e um atendimento de alta qualidade.

Além de ser belíssima e te permitir tirar umas fotos maravilhosas, a Sky Lagoon conta com um diferencial: o chamado “Seven-step sky ritual”, um ritual em sete passos que vai te ajudar a terminar seu dia de forma zen e saudável.

 

                                                                                                                  
Você pode escolher passar o dia na piscina, tomando um drink no bar e apreciando a vista. Ou então, quem quiser ir mais além, eles oferecem o típico ritual islandes em 7 passos que ajudam você a relaxar e encontrar o bem estar. Os islandeses utilizam uma combinacao de água quente, água fria, vapor quente, calor seco e ar fresco para integrar esses elementos naturais e promover o bem estar por dentro e por fora. E acredite, esse ritual funciona muito bem!

Muito fácil de ser localizada, a Sky Lagoon fica bem próxima da capital Reykjavik e tem um amplo estacionamento para os turistas.


E aí? Ficou animado? 

Vamos deixar nossas sugestões para ajudar você a montar seu roteiro aqui:



Para alugar um carro com barraca:

Camping Cars
https://www.campingcars.is/
Bogatröð 33, 262 Reykjanesbær
 

Para almoçar entre as plantações de tomates:

Fridheimar
https://www.fridheimar.is/
Reykholti, Bláskógabyggð
IS-806, Selfoss

Uma piscina de águas termais:

Sky Lagoon
https://www.skylagoon.com
Vesturvör 44-48, Kópavogur

Para provar um pão assado embaixo da terra:

Laugarvatn Fontana
https://www.fontana.is/
Hverabraut 1
840 Laugarvatn







Compartilhe no Google Plus